Concurso do IBGE: inscrição e salário do Censo 2021

As vagas do IBGE concurso são para os profissionais que trabalharão na coleta de informações para o Censo 2021, entrevistando os moradores de todos os domicílios do país.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística anunciou hoje, 18, a reabertura de mais de 204,3 mil vagas para o Censo 2021 para quase todos os municípios do país. Os salários do Concurso do IBGE vão até R$ 2.100.

As inscrições são para os cargos de Agente Censitário Municipais, Agentes Censitários Supervisores e Recenseadores. São esses profissionais que trabalharão na coleta de informações para o Censo 2021, entrevistando os moradores de todos os domicílios brasileiros.

Vagas do Concurso do IBGE

Todas as vagas são temporárias e contemplam contratos com duração de três meses para recenseador e cinco para agentes censitários, que podem ser renovados de acordo com as demandas e o orçamento do IBGE. Todos eles também terão direito a férias e 13º salários proporcionais.

Salários – Censo 2021

  • Recenseador: remuneração por produção, de acordo com o número de domicílios visitados e questionários respondidos;
  • Agente Censitário Municipal: salário de R$ 2.100;
  • Agente Censitário Supervisor: salário de R$ 1.700.

Como se inscrever?

Para as vagas de recenseador, as inscrições começam no dia 23 de fevereiro e vão até 19 de março, pelo site http://www.cebraspe.org.br/concursos/ibge_20_ recenseador. A taxa de inscrição é de R$ 25,77.

- PUBLICIDADE -

Para as vagas de agente censitário municipal e agente censitário supervisor, as inscrições começam nesta sexta-feira (19) e vão até 15 de março pelo site http://www.cebraspe.org.br/concursos/ibge_20_agente. A taxa de inscrição é de R$ 39,49.

O que cai na prova do Censo 2021?

As provas objetivas serão aplicadas presencialmente em 18 de abril para agente censitário municipal e agente censitário supervisor. Para recenseadores, as provas serão também presenciais, em 25 de abril.

Leia também

Como enviar currículo por email sem erro

CIEE oferece mais de 12 mil vagas de estágio: veja como se…

Provas para agente censitário municipal e agente censitário supervisor:

prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório
4 horas de duração, aplicada no turno da tarde
10 questões de Língua Portuguesa
10 questões de Raciocínio Lógico Quantitativo
5 questões de Ética no Serviço Público
15 questões de Noções de Administração/Situações Gerenciais
20 questões de Conhecimentos Técnicos.

Prova para recenseador

prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório
4 horas de duração, aplicada no turno da tarde
10 questões de Língua Portuguesa
10 questões de Matemática
5 questões sobre Ética no Serviço Público
25 questões de Conhecimentos Técnicos
O conteúdo programático está disponível nos editais.

O que é o Censo 2021?

- PUBLICIDADE -

Um censo populacional normalmente se refere à contagem completa de pessoas e unidades habitacionais encontradas em um país em uma data fixa.

Para conhecer a situação de vida da população em cada um dos 5.565 municípios do país. Um trabalho gigantesco, que envolve cerca de 230 mil pessoas, bem diferente da pesquisa amostral, que, como o próprio nome indica, investiga uma amostra da população e, a partir de modelos estatísticos, chega à representação do todo.

O Censo é a principal fonte de dados sobre a situação de vida da população nos municípios e localidades. São coletadas informações para a definição de políticas públicas em nível nacional, estadual e municipal. Os resultados do Censo também ajudam a iniciativa privada a tomar decisões sobre investimentos. Além disso, a partir deles, é possível acompanhar o crescimento, a distribuição geográfica e a evolução de outras características da população ao longo do tempo.

Através do Censo, o poder público pode identificar áreas de investimentos prioritárias em saúde, educação, habitação, saneamento básico, transporte, energia, programas de assistência à infância e à velhice. E também selecionar locais que necessitam de programas de estímulo ao crescimento econômico e desenvolvimento social.

Ao contar a população, o Censo produz resultados que servem de parâmetro para saber quanto cada cidade receberá de repasse federal. São os resultados do Censo que fornecem as referências para as estimativas populacionais realizadas nos anos seguintes, com base nas quais o Tribunal de Contas da União (TCU) define as cotas do Fundo de Participação dos Estados e do Fundo de Participação dos Municípios. Além de fornecer informações imprescindíveis para a distribuição orçamentária das pastas da Educação, Cultura, Saúde e Infraestrutura, baseadas no número e distribuição da população.

Veja o edital completo aqui.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes