Metade dos corais da Grande Barreira de Corais morreram

As mudanças climáticas são citadas como o principal motivo da morte dos corais. Os autores do estudo disseram que a capacidade de recuperação da Grande Barreira de Corais está comprometida.

0 174

A Grande Barreira de Corais da Austrália perdeu mais da metade de seus corais desde 1995 devido aos mares mais quentes causados ​​pela mudança climática, descobriu um estudo.

De acordo com os cientistas  que realizaram a descoberta, todos os tipos de corais sofreram um declínio no maior sistema de recifes do mundo.

As quedas mais acentuadas ocorreram após eventos de branqueamento em massa em 2016 e 2017.  Contudo, mais branqueamento em massa ocorreu este ano.

“Não há tempo a perder – devemos reduzir drasticamente as emissões de gases de efeito estufa o mais rápido possível”, disseram os pesquisadores.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O estudo, publicado na revista Proceedings of the Royal Society B, foi feito por cientistas marinhos no Centro de Excelência para Estudos de Recifes de Coral ARC em Queensland.

Assim, os cientistas avaliaram a saúde e o tamanho das colônias de coral em todo o recife de 1995 a 2017.

Eles descobriram que as populações caíram mais de 50% em todos os tamanhos e espécies de corais,  especialmente em corais ramificados e em forma de mesa. Por exemplo, estas são as espécies grandes e estruturais que geralmente fornecem habitats para peixes e outras formas de vida marinha.

 

Grande Barreira de Corais
Imagem: Reprodução /Pixabay

Grande Barreira de Corais

No ano passado, a agência oficial do governo australiano no recife confirmou que o aquecimento causado pelo homem continua sendo a maior ameaça à sobrevivência do recife a longo prazo.

Se estendendo por 2.300 km, o recife é um Patrimônio Mundial desde1981 por sua “enorme importância científica e intrínseca”.

Mas na última década em particular, ele foi amplamente danificado por mares mais quentes que mataram corais. Além disso, também dispersaram outras formas de vida marinha e aceleraram o crescimento de algas e outros contaminantes.

Em março, os cientistas relataram que o recife sofreu seu terceiro branqueamento em massa em cinco anos. A escala total dos danos ainda estava sendo avaliada.

As temperaturas globais já aumentaram cerca de 1°C desde os tempos pré-industriais. A ONU avisou que se esse aumento chegar a 1,5ºC, 90% dos corais do mundo serão eliminados.

Informar Erro
Fonte BBC

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes