Apple ajudou a fazer um iPod secreto para o governo dos EUA

A Apple ajudou o governo dos EUA a construir um iPod “secreto” com sensores ocultos dentro, revelou um ex-funcionário.

1 90

Um ex-funcionário da Apple revelou que a empresa criou um iPod secreto para o governo dos EUA.

De acordo com o ex-engenheiro de software da Apple, David Shayer, apenas quatro pessoas na empresa sabiam sobre o projeto. Dois homens do setor de defesa chegaram à Apple em 2005, em nome do Departamento de Energia dos Estados Unidos, disse ele.

Eles queriam ajuda para construir um iPod secreto que parecesse como qualquer outro, mas que gravasse dados sigilosamente, com um hardware extra escondido dentro.

Segundo Shayer, a Apple ajudou os engenheiros a construir uma versão personalizada do software do iPod para acomodar o dispositivo secreto.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

ipod secreto
Imagem: Reprodução / takeapic

Ipod secreto com hardware escondido

 

“Eles tiveram o cuidado de garantir que eu nunca visse o hardware. E eu nunca fiz”, escreveu Shayer em um post para o boletim informativo da Apple Tidbits.

Além disso, ele disse que os dois engenheiros, da empreiteira de defesa Bechtel, trabalharam em um escritório nos prédios da Apple por meses.

“Eles queriam adicionar algum hardware personalizado a um iPod secreto e gravar dados desse hardware no disco do iPod de uma forma que não pudesse ser facilmente vista”, escreveu ele. Porém, “ainda precisava parecer e funcionar como um iPod normal”.

A dupla recebeu uma cópia do código-fonte do sistema do iPod em DVD e comprou seus próprios dispositivos em lojas para fazer experiências, disse Shayer.

De acordo com o engenheiro, “Esta não foi uma colaboração com a Bechtel com um contrato e pagamento. Foi a Apple fazendo um favor por baixo da mesa para o Departamento de Energia”.

 

Poder nuclear

Shayer nunca descobriu exatamente o que os dois engenheiros estavam construindo. Porém, suspeitou de “algo como um contador Geiger furtivo”, ou seja, que possa medir a radiação num local sem ser notado.

O Departamento de Energia é também responsável pela energia nuclear. Logo depois, a história foi confirmada por outros funcionários da Apple da época.

Tony Fadell, o ex-vice-presidente da divisão de iPod, tuitou que a história é “absolutamente correta” e “real, sem dúvida”.

A Apple ainda não respondeu a um pedido de confirmação da história. Afinal, a empresa fez da privacidade um ponto-chave de marketing de seus iPhones, levando a divergências com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Contudo, o alto nível de sigilo – e o fato de as quatro pessoas que sabiam disso terem deixado a Apple desde então – significa o que Shayer disse: “o pessoal de Relações Públicas diria honestamente que a Apple não tem registro de qualquer projeto desse tipo”.

Informar Erro
Fonte BBC

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes