Impactos para o consumidor do fechamento da fábrica da Canon no Brasil

Após oito anos no mercado brasileiro, fabricante japonesa de câmeras profissionais anunciou estar deixando o país

A Canon anunciou, na quinta-feira, 4, que vai encerrar as operações de sua única fábrica no Brasil, localizada na Zona Franca de Manaus e inaugurada em 2013. No comunicado divulgado ontem, a empresa diz que a decisão foi da matriz da companhia, no Japão, e deve valer já a partir de junho. O fechamento resultará na demissão dos 43 empregados. A Canon é mundialmente conhecida por suas câmeras fotográficas profissionais. A fábrica em Manaus foi a primeira aberta pela fabricante japonesa fora do mercado asiático.

Embora a fábrica esteja deixando o Brasil, a marca Canon vai continuar por aqui. Segundo a empresa, a saída do mercado brasileiro fisicamente se deu por “dificuldade em traçar uma estratégia a longo prazo no País”. Com isso, a Canon engrossa a lista de empresas do setor de tecnologia a tomar essa decisão.  No início do ano, a Sony anunciou o fechamento de sua fábrica em Manaus e a conclusão da produção local de alguns produtos. Já a LG remodelou toda sua operação global com impactos no Brasil.

Preços da Canon

Com o fechamento da fábrica da Canon no Brasil, a dúvida de consumidores é quanto aos preços das câmeras, serviços e acessórios das câmeras.  Até o momento a empresa não deu nenhum sinal aos consumidores de seus produtos. É importante lembrar que os produtos da Canon passam a ter volatilidade.

Ao optarem por fabricar produtos na Zona Franca de Manaus empresas são contempladas com impostos federais mais baixos. O que se reflete no preço de seus produtos por aqui. Agora, com a saída da empresa do país, os preços dos produtos da Canon para os brasileiros poderá subir uma vez que passarão ser produtos importados, cobrados em dólar.

Atualmente, a Canon fabricava apenas os modelos T7 e T7+ da câmera digital Canon EOS Rebel no Brasil. Assim, estes são os modelos que provavelmente devem ter reajustes de preços. Enquanto isso, os modelos EOS R5, R6, RP e R são importados pela fabricante, diminuindo a possibilidade de algum impacto no preço final.

Assistência técnica com o fechamento da fábrica

Outra preocupação de consumidores e donos de câmeras da Canon é a continuidade da assistência técnica. Também por meio de comunicado, a empresa japonesa disse que continua com os serviços prestados de assistência, assim como a continuidade da garantia. Por ora estaria descartado portanto qualquer perda para o consumidor.

Além disso, a companhia disse que continuará com sua estratégia de serviços no Brasil. “A Canon continua em plena atividade no Brasil, oferecendo seus produtos fotográficos, de impressão e imagem por sua loja virtual ou por sua equipe de campo”, disse a empresa, também sem entrar em detalhes de mudanças de valores.

O fechamento da fábrica da Canon anunciado ontem não foi surpresa para os funcionários uma vez que teriam sido informados sobre a decisão da companhia de deixar o país em janeiro, época em que a Canon começou seu processo de encerramento de suas atividades em Manaus. Como a unidade na Zona Franca era a única da companhia no Brasil, a possibilidade de qualquer realocação dos funcionários está descartada.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.