Turismo e maconha: veja lugares em que a planta é legalizada

No Brasil a venda e consumo da cannabis é criminalizada e considerada um tabu. Contudo, em vários países já existe uma flexibilização com seu uso recreativo.

O uso da maconha ainda pode ser um tabu no Brasil, que não legalizou a planta nem para fins medicinais. Contudo, alguns lugares já legalizaram até mesmo o uso recreativo, outros descriminalizaram os usuários. Um exemplo na América Latina é o Uruguai. Confira uma lista com lugares em que a planta é legalizada para consumo recreativo.

Amsterdam – Holanda

Maconha legalizada - Holanda
Foto: Reprodução/Melhores Destinos

A capital da Holanda é um símbolo da legalização da maconha, isso acontece porque desde 1976 o consumo e a venda no varejo de menos de cinco gramas de maconha em coffee shops são tolerados desde 1976, assim como o cultivo de menos de cinco plantas. Além disso, os coffee shops são um especializados em serem ligares aconchegantes para receber visitantes que querem experimentar a planta. Mas existem restrições como a venda é proibida em locais próximos à escolas e apenas adultos podem consumir.

Uruguai

Maconha legalizada - Uruguai
Foto: Pablo Porciuncula/AFP

Uruguai é considerado um dos países mais progressistas da América Latina, não à toa, foi pioneiro na descriminalização da maconha para uso recreativo. Além disso,  a produção e a venda são controladas pelo estado.  A erva pode ser comprada em farmácias credenciadas por cidadãos residentes no país, que também têm autorização para o plantio. A venda é proibida para estrangeiros. Mas o turismo da cannabis é forte no país, existem roteiros para os turistas conhecem a história da planta, por exemplo.

Lisboa e Algarve – Portugal

Maconha legalizada - Portugal
Foto: Claudio/Schwarz Unsplash

Embora quando o assunto é cannabis, a Holanda seja mais lembrada, Portugal é um país progressista também. O consumo de maconha é descriminalizado desde 2001. Usuários podem portar pequenas quantidades da substância. Apenas o tráfico é proibido. A cidade de Algarve conhecida como um centro de cultivo de maconha em Portugal. Contudo, a capital Lisboa também é um destino cobiçado por aqueles que querem conhecer e provar a planta.

Tenerife – Ilhas Canárias

Foto: Shutterstock

A cidade  de Tenerife fica localizada no arquipélago espanhol das Ilhas Canárias.

Lá os cidadãos podem portar até 10 gramas de maconha e ter uma planta. Há mais de 50 clubes sociais de maconha espalhados pela cidade, voltados para consumidores, curiosos e pessoas que querem estudar a erva.

Contudo, fumar na rua é proibido, podendo gerar multa.

A revista americana especializada “Merry Jane” indicou a praia de Las Canteras um dos cinco melhores destinos do mundo para o consumo de maconha.

Jamaica – Maconha legalizada

Paisagem da Jamaica
Foto: Shutterstock

Jamaica é símbolo da maconha, mas a planta só foi legalizada em 2015 em duas circunstâncias: uso médico e religioso — os rastafáris a utilizam por acreditar que a planta promove uma elevação espiritual.

O porte permitido por lei é de até 57 gramas por pessoa e até cinco plantas para cultivo. Mesmo antes da legalização parcial da droga, cidades como Negril já ofereciam tours por fazendas com plantações de cannabis para que os visitantes conheçam os diferentes tipos da planta.

Canadá – Maconha legalizada

paisagem no Canadá
Foto: Birkus-Viktor iStock

Há cerca de dois anos, o Canadá legalizou o uso recreativo da maconha.

Qualquer pessoa maior de 18 anos – vai poder comprar até 30 gramas de maconha por vez – o máximo que se pode portar na rua. As regras também valem para turistas. Mas ninguém pode fumar onde houver restrição ao fumo, de modo geral.

O compartilhamento entre usuários é permitido, mas a venda é proibida. Ceder maconha para menores também.

Chile – Maconha legalizada

Maconha legalizada - Chile
Foto: iStock

A lei chilena permite o ato de fumar maconha e carregar uma pequena quantidade com você, mas não mais que 25 gramas.

A maconha medicinal já tem espaço e é prescrita a certos pacientes. Além disso, você pode ter o seu próprio pé da erva, desde que o vizinho esteja de acordo. Porém, é completamente ilegal vender, comprar ou consumir cannabis em público. A cidade de Santiago, capital do Chile, tem a maior feira de maconha do mundo, a Expoweed.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes