Vai ter festa de ano novo em Florianópolis? Veja o que muda

Além da capital, outras cidades do estado de Santa Catarina tiveram suas festividades de réveillon canceladas por conta da pandemia da COVID-19.

Com a pandemia do coronavírus, muitas festas de reveillon vem sendo canceladas ou alteradas para evitar aglomerações. Alguns lugares como Maceió já cancelaram as festas e queimas de fogos. A cidade de Florianópolis cancelou sua tradicional queima de fogos no ano novo ainda em outubro. Normalmente, a comemoração reúne milhares de pessoas na Beira-mar Norte, no litoral catarinense. Contudo, shows pirotécnicos particulares ainda podem ser realizados no local. Confira como será a programação em Florianópolis.

Queima de fogos cancelada no ano novo de Florianópolis

Em outubro de 2020, a prefeitura de Florianópolis cancelou a tradicional queima de fogos na beira da praia. A expectativa é que o cancelamento do show não diminua a movimentação na cidade, mas contribua para não incentivar as pessoas a se aglomerarem na região.

Contudo, os shows pirotécnicos particulares estão liberados na região, desde que cumpram as regras sanitárias vigentes.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O show pirotécnico custou R$ 1,4 milhão em 2019. A verba destinada à comemoração em 2020 será redirecionada para um projeto de capacitação, voltado a pessoas que perderam o emprego e precisam de uma recolocação no mercado, e para um projeto de apoio aos microempreendedores individuais e microempresas.

Foto do ano novo em Florianópolis
Queima de fogos em Florianópolis (Foto: Divulgação/PMF)

Medidas de proteção nas festas de ano novo em Florianópolis

Além disso, A Prefeitura de Florianópolis estuda ampliar a fiscalização em barreiras sanitárias e aumentar a triagem dos turistas. Pois a região é famosa por receber muita gente durante o verão nas praias e, principalmente, na festa da virada. A ideia da prefeitura é tentar conter a disseminação do coronavírus, que pode aumentar com o volume de pessoas na cidade.

“Todos [turistas] vão ter que passar por essa triagem, dando uma garantia que a pessoa não venha com suspeita de contaminação, nem contaminada”, disse o prefeito Gean Loureiro (DEM) em entrevista ao G1.

Especulou-se a ideia de criar um toque de recolher na cidade de Florianópolis, contudo, o decreto emitido pela prefeitura impõe restrição de circulação e aglomeração de pessoas em espaços públicos e privados e em vias públicas da meia-noite às 5h, e não proibição”. Além disso, a capacidade dos ônibus foi reduzida para 70% da lotação máxima.

A medida começou a valer a partir do final da noite de sábado (5) e madrugada deste domingo. A medida vale por 15 dias, a partir do dia da publicação do decreto.

Casos de COVID-19 no estado catarinense

Na última quarta, o governo do estado também atualizou o mapa de risco da Covid-19. Do total de 16 regiões de saúde, 15 estão em risco gravíssimo para a doença e uma, o Extremo Oeste, em risco grave. Além disso, o estado já tem mais de 380 000 casos de COVID-19 confirmados e mais de 3 800 óbitos causados pela doença.  Grande parte desses casos se concentra na capital, por ser a cidade mais movimentada do estado.

Ano novo nos outras cidades de Santa Catarina

Outras cidades famosas do estado de Santa Catarina também cancelaram as festas de ano novo. Locais como Balneário Camboriú, São Francisco do Sul, Palhoça, Blumenau, São José, Criciúma, Lages, Chapecó e Joinville também não vão realizar a festa de Ano-Novo nas cidades. Itajaí ainda não soltou comunicado oficial se a festa de fim de ano vai acontecer ou não. Mas se a cidade seguir o restante do estado, o evento também deve ser cancelado em breve.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes