Vai ter réveillon em Copacabana em 2022? Rio muda programação

Evento deve ser realizado se contágio de Covid-19 se mantiver estável na cidade

A virada do ano no Rio de Janeiro é, sem dúvidas, uma das festas mais famosas e mais disputadas do Brasil. No entanto, devido à pandemia de Covid-19 e às recomendações das autoridades de saúde para que as pessoas ficassem em casa, em 2020 o evento não pôde ser oficialmente realizado. Por isso, apesar do avanço da vacinação, ainda há dúvidas se vai ter réveillon em Copacabana em dezembro de 2021, para a chegada de 2022.

Vai ter réveillon em Copacabana em 2022?

Pelo segundo ano consecutivo não haverá réveillon no Rio de Janeiro em 2021. No sábado, dia 4 de dezembro, o prefeito Eduardo Paes anunciou o cancelamento do evento em razão da pandemia de covid-19. Apesar da evolução da vacinação, questões de segurança e sanitária teriam mudado os planos do governo municipal.

“Respeitamos a ciência. Como são opiniões divergentes entre comitês científicos, vamos sempre ficar com a mais restritiva. O Comitê da prefeitura diz que pode. O do Estado diz que não. Então não pode. Vamos cancelar dessa forma a celebração oficial do réveillon do Rio”, disse Paes em suas redes sociais.

 

Desde quando acontece o réveillon em Copacabana?

Desde o início dos anos 1990, a prefeitura do Rio de Janeiro organiza oficialmente a virada do ano na praia de Copacabana. Até então, não havia realização de shows e a tradicional queima de fogos era feita de forma particular por hotéis da região. Em 1993, no entanto, foi feito o show de estreia do réveillon em Copacabana, com Jorge Ben e Tim Maia.

De lá para cá, o evento cresceu consideravelmente. Em 2019, ano que teve o maior público, 2,8 milhões de pessoas estiveram nas areias de Copacabana para acompanhar a virada de ano mais famosa do país e uma das mais desejadas do mundo.

Ao todo, foram 17 toneladas de fogos de artifício, totalizando 14 minutos de queima. Ludmilla, Gilberto Gil e Baby do Brasil comandaram os palcos, que também receberam a Banda de Ipanema e a escola de samba Beija-Flor de Nilópolis, campeã do Carnaval 2018.

Matéria atualizada dia 04 de dezembro, às 13 horas, para atualização de informação.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes