Vai ter réveillon em Copacabana em 2022? Rio muda programação

Evento deve ser realizado se contágio de Covid-19 se mantiver estável na cidade

A virada do ano no Rio de Janeiro é, sem dúvidas, uma das festas mais famosas e mais disputadas do Brasil. No entanto, devido à pandemia de Covid-19 e às recomendações das autoridades de saúde para que as pessoas ficassem em casa, em 2020 o evento não pôde ser oficialmente realizado. Por isso, apesar do avanço da vacinação, ainda há dúvidas se vai ter réveillon em Copacabana em dezembro de 2021, para a chegada de 2022.

Vai ter réveillon em Copacabana em 2022?

Pelo segundo ano consecutivo não haverá réveillon no Rio de Janeiro em 2021. No sábado, dia 4 de dezembro, o prefeito Eduardo Paes anunciou o cancelamento do evento em razão da pandemia de covid-19. Apesar da evolução da vacinação, questões de segurança e sanitária teriam mudado os planos do governo municipal.

“Respeitamos a ciência. Como são opiniões divergentes entre comitês científicos, vamos sempre ficar com a mais restritiva. O Comitê da prefeitura diz que pode. O do Estado diz que não. Então não pode. Vamos cancelar dessa forma a celebração oficial do réveillon do Rio”, disse Paes em suas redes sociais.

 

- PUBLICIDADE -

Desde quando acontece o réveillon em Copacabana?

Desde o início dos anos 1990, a prefeitura do Rio de Janeiro organiza oficialmente a virada do ano na praia de Copacabana. Até então, não havia realização de shows e a tradicional queima de fogos era feita de forma particular por hotéis da região. Em 1993, no entanto, foi feito o show de estreia do réveillon em Copacabana, com Jorge Ben e Tim Maia.

De lá para cá, o evento cresceu consideravelmente. Em 2019, ano que teve o maior público, 2,8 milhões de pessoas estiveram nas areias de Copacabana para acompanhar a virada de ano mais famosa do país e uma das mais desejadas do mundo.

Ao todo, foram 17 toneladas de fogos de artifício, totalizando 14 minutos de queima. Ludmilla, Gilberto Gil e Baby do Brasil comandaram os palcos, que também receberam a Banda de Ipanema e a escola de samba Beija-Flor de Nilópolis, campeã do Carnaval 2018.

Matéria atualizada dia 04 de dezembro, às 13 horas, para atualização de informação.