Entenda a saída de Príncipe Harry e Meghan Markle da família real

O Palácio de Buckingham, responsável por anunciar informações oficiais sobre a família real, informou nesta sexta-feira (19/02) que príncipe Harry e Meghan Markle deixaram seus títulos reais oficialmente. Agora, o casal não poderá retornar como membros ativos da realeza britânica, atualmente sob o comando da rainha Elizabeth II.

Além dos títulos de Duque e Duquesa de Sussex, príncipe Harry e Meghan Markle também dão adeus aos serviços oficiais com instituições da nobreza e, consequentemente, o apoio financeiro. Em nota, o Palácio afirmou que os dois continuarão sendo “membros muito queridos da família”.

Segundo uma publicação da BBC, o príncipe Harry teria tido uma última conversa com a avó, rainha Elizabeth II, antes de oficializar a devolução dos títulos honorários reais. No entanto, Harry continua a ser considerado um príncipe britânico, já que pela lei britânica não é possível alterar este fato – ele ainda faz parte da linhagem real –, mas não é mais chamado de “Alteza Real”.

O que acontece agora com príncipe Harry e Meghan Markle?

- PUBLICIDADE -

(Foto: SussexRoyal / PA)

Apesar de estarem afastados dos compromissos da família real desde abril de 2020, príncipe Harry e Meghan Markle deixaram oficialmente de ser membros da realeza só agora. Isso porque existe um período de revisão do afastamento que ambos anunciaram em janeiro de 2020. Na época, o casal alegou que desejava ter mais independência. Meses depois conseguiram a concessão para deixarem seus cargos.

Em 2018 o casal já vinha demonstrando desconforto como membros da família real. Sempre nos tabloides de noticiais, as críticas estavam quase sempre relacionadas à Meghan, já que a Duquesa de Sussex (na época), era conhecida por seu trabalho como atriz nos Estados Unidos.

Ainda em 2020, príncipe Harry e Meghan Markle, junto com o pequeno Archie, filho do casal, passaram uma temporada morando em Vancouver, no Canadá. Desde março do ano passado a família mora em Los Angeles, na Califórnia (EUA), cidade natal de Meghan.

Segundo a BBC, o casal deve quebrar o silêncio sobre o processo de rompimento com a família real em uma entrevista à apresentadora americana Oprah Winfrey que deve ser exibida em 7 de março na televisão norte-americana.

Megxit

A mídia britânica chama o processo de rompimento real do príncipe Harry e Meghan Markle de “Megxit”, fazendo referência ao termo “Brexit”, saída do Reino Unido da União Europeia.

Os planos de príncipe Harry e Meghan Markle

- PUBLICIDADE -

Desde o afastamento no começo de 2020, o casal anunciou o desejo de trabalhar em causas humanitárias, em particular através de sua nova fundação, Archewell, nome inspirado em seu filho. Eles tambpemAlém disso, após terem assinado um importante contrato com a Netflix recentemente, Harry e Meghan se associaram por vários anos com o serviço Spotify para produzir um podcast, intitulado Archewell Audio.

Segundo  jornal Express, a família real está com medo que Meghan e Harry revelem segredos à Netflix. Segundo o Sunday Times, as preocupações aumentaram porque o duque e a duquesa de Sussex estão sob extrema pressão dos chefes da Netflix para produzir uma “programação com tema real”.  Assim, com certeza, desejarão explorar um pouco mais a temática da realeza.

Novo bebê a caminho

Príncipe Harry e Meghan Markle estão esperando o segundo filho, anunciou um porta-voz do casal. (Foto: Misan Harriman)

Em um anúncio feito no último dia 14 de fevereiro, príncipe Harry e Meghan Markle revelaram que Archie vai ser irmão mais velho. O porta-voz do casal anunciou que os dois estão muito felizes com a vinda de um segundo filho. A notícia chegou poucos meses depois de Meghan revelar que sofreu um aborto espontâneo em julho de 2020. Ela detalhou com franqueza a “dor insuportável” que sofreu em um artigo escrito para o The New York Times.

À época, Meghan escreveu: “Perder um filho significa carregar uma dor quase insuportável, vivida por muitos, mas falada por poucos. Na dor de nossa perda, meu marido e eu descobrimos que em um quarto com 100 mulheres, 10 a 20 delas sofreram aborto espontâneo. No entanto, apesar da incrível semelhança dessa dor, a conversa permanece um tabu, cheia de vergonha (injustificada) e perpetuando um ciclo de luto solitário”.

O primeiro filho do príncipe Harry e Meghan Markle, Archie Harrison Mountbatten-Windsor, chegou ao mundo no dia 6 de maio de 2019. O pequeno é o primeiro bebê interracial da família real britânica, já que sua avó materna, Doria Ragland, é negra.

Família Real
Comentários (0)
Comentar