Nas Maldivas, Galisteu segue Ju Paes com resort de diária de R$ 9,5 mil

Apresentadora ficou nos mesmos dois hotéis que a atriz, na Ásia.

As Ilhas Maldivas, no sul da Ásia, são a nova sensação entre os famosos. Adriane Galisteu viajou com a família para a região conhecida pela vista para o azul-claro do Oceano Índico. E segue o roteiro de hospedagens da Juliana Paes, com dois resorts do mesmo grupo.

Como são os resorts da Juliana Paes e da Adriane Galisteu?

Primeiro, Juliana Paes e Adriane Galisteu ficaram no Lux* North Malé Atoll, em Olhahali. As opções para três pessoas têm diária de cerca de R$ 6 mil. A mais cara sai por quase R$ 52 mil por dia, acomodando até oito.

Agora, a apresentadora exibe fotos no Lux South Ari Atoll, que também recebeu a atriz há alguns dias. A hospedagem de valor mais alto do local, o Lux Villa, custa R$ 9.452 (sem as taxas) por dia, com sistema all inclusive. Acomoda até três pessoas, possui 360 m² e vista para o mar.

É um dos resorts mais bem avaliados das Maldivas. Fica na ilha de Dhidhoofinolhu, com 4 km de praias de areia branca. São 193 vilas privadas, à beira da praia ou acima da água, de frente para o pôr ou o nascer do sol. O local traz ainda duas piscinas infinitas, quadras de tênis, academia e SPA. São oito restaurantes e cinco bares.

Imagem mostra juliana paes nas maldivas
(foto: @julianapaes/instagram/reprodução)

Por que as Maldivas?

Além de Adriane Galisteu e Juliana Paes, outros famosos curtiram dias de folga nas Maldivas, incluindo Roberto JustusLudmillaNego do Borel. Além da beleza natural, há outro motivo importante para a coincidência de destino: a pandemia do novo coronavírus.

Antes de embarcar, Luma Costa explicou nos Stories do Instagram a razão da escolha. “É um dos poucos destinos abertos para brasileiros. É um destino de isolamento, né?”

A atriz ressaltou a necessidade de cuidados redobrados em aeroportos e aviões, e que o exame para identificar Covid-19 é obrigatório. “Além de exigirem o PCR (teste para a doença)  para embarcar no avião, o hotel que a gente vai ficar exige PCR quando chega. Não pode sair do quarto até sair o resultado do PCR”, contou.

“A gente vai poder usar as áreas comuns do hotel, que são os restaurantes, que são todos abertos. As experiências são todas ao ar livre e o nosso quarto não tem corredor de hotel, porque é um bangalô, é bem isolado mesmo.”

O trajeto envolve 14 horas de São Paulo até Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Depois, quatro horas até Malé, capital das Maldivas, e mais 45 minutos de hidroavião até o resort.

Imagem mostra hotel nas maldivas de juliana paes e adriane galisteu
(foto: @luxsouthari/instagram/reprodução)

 

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.