As 8 maiores polêmicas da Princesa Diana, a ‘Lady Di’

Entrevistas escondidas da rainha, depressão, traições do Príncipe Charles, paixão por um guarda, a vida da princesa Diana e sua passagem pela família real foram uma aventura. Separamos as maiores polêmicas da Princesa Diana e suas confissões.

Diversas polêmicas da princesa Diana se tornaram públicas com o passar dos anos. Contudo, algumas delas só chegaram a público após a sua morte em 1997.

Diana era um dos membros da família real mais queridos pelo público. A mãe de Harry e William, casou-se com o Príncipe Charles em 1981 e divorciou-se anos depois.

Por fim, os últimos anos da sua vida foram marcados por declarações polêmicas e confissões sobre as traições do marido, depressão e relação com a família real.

Separamos as 8 maiores polêmicas da princesa Diana que abalaram a mídia.

O nome errado no casamento – polêmicas da Princesa Diana

O casamento da princesa Diana com o príncipe Charles foi considerado o casamento do século. Assim, em julho de 1981 o casal real subiu ao altar na Saint Paul’s Cathedral, em Londres.

Nesse ínterim, milhares de pessoas ao redor do mundo acompanharam a cerimônia que teve sua transmissão na televisão.

Mas, durante os votos, Diana enganou-se com o nome do futuro do marido. Em vez de lhe chamar Charles Philip Arthur, chamou-lhe Philip Charles Arthur.

Leia também: 9 coisas que você provavelmente não sabia sobre a princesa

Filhos na escola pública

Indo na contramão do que muitos esperavam, Diana decidiu colocar William em uma escola pública. Dessa forma, ele foi a primeira pessoa da família real a estar na estar em uma escola pública.

Logo, William frequentou a Jane Mynor’s, perto de Kensington Palace. De acordo com a imprensa, essa decisão mostrou a influência da princesa na família real, que antes de se casar com Charles trabalhava em uma escola infantil.

Uma dança com John Travolta

O ator de Hollywood teve a honra de dançar com a princesa durante 15 minutos. Isso aconteceu durante uma cerimônia na Casa Branca em 1985. Além disso, o vestido de veludo comprido que Diana vestia entrou para a história.

Trabalho com pessoas com HIV

Diana era também por ser a “princesa do povo”. Ela sempre se mostrou carinhosa com crianças, doentes e visitava hospitais frequentemente. Em 1987, Diana visitou a primeira unidade hospitalar da Inglaterra dedicada totalmente a pessoas com HIV.

Contudo, em uma dessas visitas, ela apertou a mão de um doente, e sem vestir luvas, quebrando com uma série de preconceitos que havia na época em relação aos doentes.

Caso com guarda do palácio de Buckingham

Em uma série de gravações, a princesa fez alguns desabafos sobre sua vida pessoal.

Essas gravações com o seu treinador de voz Peter Settelen foram divulgadas e em 2017 se tornou um documentário sobre a vida da princesa.

Nesse meio tempo das gravações, Diana confessou que teve um caso com seu guarda costa do palácio de Buckingham. Logo depois, ao saberem do ocorrido, o guarda foi transferido e acabou falecendo em um acidente pouco tempo depois.

“Apaixonei-me perdidamente quando tinha 24/25 anos”, disse. “Foi tudo descoberto e ele foi transferido e depois morreu. Foi o maior golpe da minha vida, devo dizer”.

Nas gravações, a princesa também disse que vida sexual com o marido era estranha, e que ele só mostrava interesse sexual de três em três semanas.

Entrevistas escondidas

Diana deu algumas entrevistas escondidas à BBC. Durante uma delas, ela disse que sabia das traições do marido com Camila Parker-Bowles.

“O instinto de uma mulher é muito bom”, disse, acrescentando que trabalhadores do palácio e “pessoas que se importavam com o casamento” lhe haviam dado alguns relatos.

Por fim, o repórter chegou a perguntar para a princesa se Camila tinha sido a peça fundamental para o divórcio, e Diana respondeu: “Bem, éramos três neste casamento, portanto estava um pouco lotado”.

As entrevistas acabaram se tornando uma das maiores polêmicas da princesa Diana.

Bulimia e depressão – polêmicas da Princesa Diana

Nessa mesma entrevista, Diana confessou que teve depressão pós-parto após o nascimento do William.

De acordo com Diana, ela “acordava de manhã sem querer sair da cama, sentia-me incompreendida e para baixo”. Ela disse que nesse período recebeu alguns rótulos como “emocionalmente instável” e “desequilibrada”.

Às vezes, ela se mutilava nos braços e nas pernas por sofrer tanta pressão, confessou na entrevista.

Além disso, ela também falou sobre sua relação com a bulimia. “É como uma doença secreta, que infligimos sobre nós próprios porque a autoestima é baixa e achamos que não temos valor. É um padrão repetitivo e destrutivo”, desabafou.

Polêmicas da Princesa Diana na Família Real

Diana também deu sua opinião sobre a família real. Ela disse duvidar da capacidade do ex-marido ser rei e  acreditava que a monarquia precisava se modernizar.

Além disso, revelou  que gostaria de ser a “rainha do coração das pessoas”, mas que sabia que isso jamais aconteceria. Afinal, sempre fazia as coisas de forma diferente, e não seguia as regras do jogo.

Relacionado: The Crown traz figurinos (quase) idênticos e moda de princesa

Fonte Sapo Estrelando
Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.