Como termina O Clone? Quem fica com quem no final da novela

Novela está sendo exibida no Vale a Pena Ver De Novo

O Clone está sendo reprisada em 2022, mais uma vez pelo Vale a Pena Ver De Novo. A história de Jade e Lucas vai passar por muitas reviravoltas ao longo da novela, assim como as tramas dos demais personagens. Relembre como termina a novela O Clone.

Como termina O Clone – Lucas e Jade ficam juntos

Apesar das dificuldades ao longo da trama, Jade e Lucas vão ter um final feliz na novela. Na reta final, Jade vai para as ruínas onde se encontrava com Lucas quando eram jovens. O rapaz vai para o mesmo lugar, os dois se encontram ficam juntos no último capítulo de O Clone.

Lucas (Murilo Benício) e Jade (Giovanna Antonelli) ficam juntos no final de O Clone – Foto: Reprodução

 

Said ficará com duas esposas – Como termina O Clone

Após o casamento com Jade não dar certo, Said (Dalton Vigh) se envolve com Ranya (Nívea Stelmann), uma jovem, bonita e alegre. No final de O Clone, os dois ficam juntos, mas Said também se casa com Zuleika (Fabiana Alvarez). As duas disputam entre si a atenção do marido.

disse
Said teve duas esposas na novela, Jade e Ranya – Foto: Globo/Reprodução

 

Mel se livra das drogas

Mel (Débora Falabella) finalmente vai conseguir colocar um fim na sua dependência química, assim como Nando (Thiago Fragoso). Os dois vão para uma clínica de reabilitação e superam o vício.

Após deixar a clínica, ela será feliz ao lado de Xande (Marcello Novaes) e de seu filho. No final de O Clone, Mel e Nando abrem uma clínica sob a direção de Lobato.

Débora Falabella
Papel foi de Débora Falabella – Foto: TV Globo/Reprodução

Albieri e Léo

Após Edna (Nívea Maria) expor tudo sobre o clone realizado por Albieri (Juca de Oliveira), o cientista foge com Léo para o Marrocos e os dois somem no deserto. A mulher se arrepende do que fez e viaja até o país para encontrá-los.

o clone como termina
Albieri (Juca de Oliveira) e Léo (Murilo Benício) somem no deserto no final de O Clone – Foto: Reprodução

Karla e Odete são desmascaradas – Como termina O Clone

A farsa de Karla (Juliana Paes) e Odete (Mara Manzan) é exposta pelo advogado de Tavinho (Victor Fasano). Porém, as duas golpistas conseguem o que tanto queriam e ficam com a pensão paga pelo ricaço.

Karla (Juliana Paes) e Odete (Mara Manzan) – Foto: Reprodução

 

Final de Clarice

Clarice (Cissa Guimarães) também vai ter um final feliz em O Clone. Seu filho Nando finalmente vai se livrar das drogas, dando sossego para a mãe.

Radiante com a recuperação do filho, ela ficará ainda mais feliz ao ser pedida em casamento por Roger (Jayme Periard). A família termina O Clone em harmonia.

Clarice (Cissa Guimarães) em O Clone – Foto: Reprodução/Globo

 

Alicinha prepara novo golpe

Alicinha é desmascarada na reta final de O Clone. Roger (Jayme Periard) consegue gravar o processo que Escobar (Marcos Frota) pensou em abrir contra ela, e a vilã acaba sendo demitida da boate.

Após a demissão, ela é obrigada a dividir seu bens com Aurélio (Humberto Martins), seu ex-marido. Apesar da situação, a personagem não se dá por vencida e começa a preparar seu próximo golpe. Ela termina a trama trabalhando em uma grande empresa e fica responsável por servir café para seu chefe, que será a nova vítima de suas artimanhas.

o clone alicinha é desmascarada o clone como termina
Cristiana Oliveira interpretou Alicinha em O Clone – Foto: Reprodução/Globo

 

Tio Ali e Zoraide

Ali (Stênio Garcia) e Zoraide (Jandira Martins) vão terminar O Clone casados. O tio de Jade finalmente percebe que ela é a única mulher que gosta dele de verdade, apesar de ser casado com outras três muçulmanas.

De surpresa, Ali resolve pedir Zoraide em casamento. A personagem desmaia de emoção ao ouvir o pedido e até chega a cogitar que tudo não passa de uma brincadeira. Entretanto, o muçulmano dá um dote generoso para a sua família e os dois consolidam a união.

Ali (Stênio Garcia) e Zoraide (Jandira Martini) se casam no final de O Clone – Foto: Reprodução/Globo

Maysa

Maysa (Daniela Escobar) também vai encontrar um novo amor no final da novela. Enquanto caminha em uma praia, ela recebe uma ligação de Dalva (Neuza Borges), que diz que torce para ver Maysa e Lucas juntos. A mãe de Mel repreende a fala da amiga e diz que já superou o ex. Ela também fala em voz alta, sozinha, que está renascendo.

Enquanto isso, um homem que está sentado na praia, interpretado por Tony Ramos, pensa que Maysa está falando com ele e diz que não entendeu. A mãe de Mel pede desculpas e afirma estar pensando alto. O homem sorri e diz que também costuma pensar sozinho. Os dois começam a conversar e se envolvem romanticamente. O casal termina a novela andando na praia abraçados e felizes.

daniela e tony ramos o clone como termina
Maysa (Daniela Escobar) encontra um novo amor no final de O Clone – Foto: Reprodução/Globo

 

Yvete e Leônidas – O Clone como termina

Por fim, Leônidas (Reginaldo Faria) é reconhecido como o pai de de Leo, assim como Deusa fica com o maternidade.

Ele terá um final feliz ao lado de Yvete (Vera Fischer). Os dois finalmente se reconciliam, se casam e a mulher engravida de gêmeos. O casal termina a novela sendo pais de duas crianças e muito alegres.

vera fischer e reginaldo faria o clone como termina
Depois de muitas brigas, empresária vai até a casa de Yvete e eles fazem as pazes – Foto: TV Globo/Reprodução

 

Quem é a autora de O Clone?

O Clone foi escrita por Gloria Perez, uma das mais experientes autoras da emissora. Começou sua carreira em 1983, quando escreveu Eu Prometo ao lado de Janete Clair. No ano seguinte, trabalhou em Partido Alto com Aguinaldo Silva.

Os anos seguintes foram cheios de trabalhos solos para Perez. Entre suas principais novelas na década de 90, estão Barriga de Aluguel (1990), Explode Coração (1995) e o remake de Pecado Capital (1998).

A partir dos anos 2000, Gloria ficou conhecida por suas novelas temáticas – cada uma delas tinha como enredo principal os costumes de um país. Consequentemente, essas são as tramas escritas pela autora mais lembradas pelo público. São elas: O Clone (2001), América (2005), Caminho das Índias (2009) e Salve Jorge (2012).

O último trabalho de Gloria na Globo foi em A Força do Querer, exibida em 2017, que também foi um grande sucesso com Juliana Paes no papel principal de Bibi Perigosa.

Gloria Perez – Foto: Reprodução/Globo

 

Audiência de O Clone

O Clone foi um dos maiores sucessos do horário nobre da TV Globo. A história de amor entre Jade e Lucas, além dos temas como clonagem humana e dependência química, conquistou o Brasil e rendeu 46 pontos de média em ibope para a emissora.

Entre as novelas exibidas na década de 2000, O Clone fica atrás apenas de Senhora do Destino (50.31 pontos), América (49.21), Belíssima (48.43) e Páginas da Vida (47.08).

A novela também ditou tendências. Na época, não era difícil encontrar crianças e adolescentes usando as mesmas joias e roupas vestidas pela protagonista Jade. Os bordões também caíram no gosto popular e os atores são lembrados por suas falas icônicas até hoje.

Quantas vezes já foi reprisada?

O folhetim também é um dos mais reprisados da história da emissora. A novela já foi exibida quatro vezes – a primeira exibição foi entre outubro de 2001 e junho de 2002, na Rede Globo.

Dez anos depois, O Clone foi reprisada no Vale a Pena Ver De Novo em 2011. Há dois anos, em 2020, a história de Gloria Perez ganhou uma nova exibição no Viva, canal fechado do grupo Globo que reprisa novelas antigas da emissora.

Em 2021, O Clone foi escolhida para substituir Tititi no Vale a Pena Ver De Novo. O folhetim entrou em cena como uma estratégia para alavancar a audiência do horário vespertino da Globo, que estava baixa com a reprise da trama de Maria Adelaide Amaral.

Bordões de O Clone

Não faltaram bordões em O Clone. Khadijah (Carla Diaz) popularizou a expressão “Insh’Allah”, que significa “se Deus quiser”. Uma das falas mais icônicas da personagem é a que ela diz que gostaria de encontrar um marido muito rico para lhe dar “muito ouro, Insh’Allah”. Até hoje, a atriz é lembrada pelo bordão.

Outra frase bastante famosa é “não é brinquedo não”, da personagem Dona Jura (Solange Couto). O sucesso foi tanto que o bordão até virou música do grupo de pagode Molejo.

Para Odete (Mara Manzan), “cada mergulho é um flash” no Piscinão de Ramos, um dos cenários da novela. Na época, a frase sobre o recém-inaugurado espaço de lazer no Rio de Janeiro caiu no gosto do público.

Já o tio Ali não perdia a oportunidade de dizer que os pecadores iriam “arder no mármore do inferno”, frase muito utilizada por ele para julgar quem não seguia o  Alcorão.

 

Você pode gostar também
buy cialis online