Lota dá cutucada em governo Bolsonaro em Nos Tempos do Imperador

Personagem repetirá frase dita pelo ex-ministro Ricardo Salles

Nos Tempos do Imperador vai fazer mais uma crítica ao governo Bolsonaro, agora por meio de uma fala de Lota (Paula Cohen). Nos próximos capítulos, a viúva irá repetir uma frase dita pelo ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. As informações são do Notícias da TV.

Em Nos Tempos do Imperador Lota fala em “passar a boiada”

Em cenas previstas para irem ao ar na próxima quinta-feira (16), Lota irá visitar o sítio deixado de herança por Batista (Ernani Moraes) para Bernardinho (Gabriel Fuentes). “Parece que a propriedade é grande. Até onde será que vai?”, dirá o filho da baronesa.

“Até onde a cerca chegar! Com o tempo, vai mudando a cerca até passar a boiada do vizinho para o lado de cá”, responderá Lota, reproduzindo a frase dita por Ricardo Salles durante a pandemia de covid-19.

A polêmica expressão foi dita durante uma reunião ministerial em abril deste ano, tornada pública pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Na ocasião, o ex-ministro sugeriu o afrouxamento de leis ambientais enquanto a imprensa estava ocupada com a cobertura da pandemia. “Precisa ter um esforço nosso aqui, enquanto estamos nesse momento de tranquilidade no aspecto de cobertura de imprensa, porque só se fala de covid, e ir passando a boiada, e mudando todo o regramento (ambiental), e simplificando normas”, disse.

Em Nos Tempos do Imperador, Lota e Bernardinho ainda terão que enfrentar os posseiros que tomaram conta da região, que não querem devolver as terras para a família. “Ninguém nunca veio reclamar essas terras. É nossa e não vai ter Cristo que faça nós arredarmos o pé”, dirá um deles.

Baroa nos tempos do imperador
Lota (paula cohen) em nos tempos do imperador – foto: reprodução/rede globo

Críticas ao governo

Nos Tempos do Imperador vem fazendo uma série de críticas ao governo Bolsonaro. Recentemente, a novela colocou em cena Louzada (ator não divulgado), como um funcionário negacionista da área da saúde que chamou a epidemia de cólera de “doençazinha” – assim como Bolsonaro chamou a covid-19 de “gripezinha”.

Em outra ocasião, o folhetim fez uma referência a um vídeo de Damares Alves, Ministra das Mulher, Família e Direitos Humanos, em que a religiosa afirmou ter visto Jesus em cima de uma goiabeira quando criança. Na trama, Quinzinho (Augusto Madeira) se tornou um fanático religioso e disse ter encontrando com Cristo em um jabuticabeira.

Anteriormente, Dom Pedro II (Selton Mello) disse que preferia “gastar dinheiro com escolas do que com armas”, como uma crítica a política armamentista pregada por Bolsonaro.

Você pode gostar também