Lota Pindaíba de Nos Tempos do Imperador existiu?

Personagem faz parte do núcleo cômico da novela

Lota, interpretada pela atriz Paula Cohen, é a principal personagem do núcleo cômico da atual novela das seis. Algumas figuras da trama escrita por Alessandro Marson e Thereza Falcão existiram de fato na vida real, mas a maioria foi criada apenas para a ficção. Lota de Nos Tempos do Imperador existiu?

Lota de Nos Tempos do Imperador existiu?

Lota Pindaíba não existiu de verdade. A personagem é fictícia e foi criada para compor as cenas de comédia do folhetim, assim como toda a sua família, Batista (Ernani Moraes), Nélio (João Pedro Zappa) e Bernardinho (Gabriel Fuentes).

O título que Lota conquistou na novela também não é real. Após fazer uma barganha com a imperatriz Teresa Cristina (Letícia Sabatella), a trambiqueira finalmente conseguiu o que queria: se tornar parte da nobreza.

Ela e Batista receberam o título de Barão e Baronesa de Fervedouro – pronunciado equivocadamente por Lota que se diz ser ‘baroa’. A honraria também não existiu na vida real, sendo os barões de Fervedouro uma mera licença poética.

lota nos tempos do imperador
Paula Cohen é Lota em Nos Tempos do Imperador – Foto: Reprodução/Globo

 

Quem existiu na novela?

Apesar do grande número de personagens fictícios, Nos Tempos do Imperador traz muitas figuras históricas que de fato existiram e também exibe conflitos reais que aconteceram na história do país, como a Guerra do Paraguai.

Toda a família do imperador Dom Pedro II (Selton Mello) existiu: Teresa Cristina, Isabel (Giulia Gayoso) e Leopoldina (Bruna Griphao).

Luísa (Marina Ximenes), assim como seu marido e filho, Eugênio (Thierry Tremeroux) e Dominique (Gabriel Cabral), também são reais.

Outras figuras que viveram no Brasil de Dom Pedro são: Marquês de Caxias (Jackson Antunes), Solano López (Roberto Birindelli), Gastão (Daniel Torres) e Augusto (Gil Coelho).

A personagem Pilar (Gabriela Medvedovski) é inspirada nas primeiras médicas do Brasil, Rita Lobato e Maria Augusta Generoso Estrela. Já Tonico Rocha (Alexandre Nero) foi criado a partir de João Maurício Wanderley, barão que foi contra a abolição da escravatura no Brasil.

Você pode gostar também
buy cialis online