Nos Tempos do Imperador: quem é Lana Rhodes, atriz que faz Elisa Lynch

Atriz interpreta Elisa Lynch, esposa de Solano López

A atriz Lana Rhodes está no ar atualmente como Elisa Lynch em Nos Tempos do Imperador. A artista é ex-paquita e depois do fim do programa infantil, seguiu carreira de atriz, atuando em novelas da Globo e da Record. Na atual novela das seis, sua personagem é a mulher de Solano López (Roberto Birindelli).

Quem é Lana Rhodes de Nos Tempos do Imperador?

Lana começou sua carreira muito jovem, quando tinha apenas 13 anos. Ela foi uma das escolhidas para o grupo Paquitas Geração 2000, que participaram de CD’s da Xuxa, além dos filmes da rainha dos baixinhos, como
Xuxa Requebra (1999), Xuxa Popstar (2000) e Xuxa e os Duendes (2001).

Em 2006, ela participou da primeira temporada do programa Ídolos, que na época ainda pertencia ao SBT. Pouco tempo depois, Lana começou sua careira de atriz. Ela tem um extenso currículo na Record, atuando em novelas como Alta Estação (2006), Caminhos do Coração (2007), Os Mutantes (2008), Rebelde (2011) e Milagres de Jesus (2014).

Foi em 2016 que a atriz partiu para a Globo. Ela começou fazendo uma participação na novela Rock Story e atuando na minissérie Se Eu Fechar os Olhos Agora (2019). Agora, a atriz está no ar como Elisa Lynch em Nos Tempos do Imperador.

Paquita
Lana rhodes quando era paquita – foto: reprodução/gshow/arquivo pessoal

 

Quem era Elisa Lynch na vida real?

Elisa Lynch é mais uma figura história retratada em Nos Tempos do Imperador. Ela á irlandesa e conheceu Solano López em seu país, durante um baile realizado por Napoleão III.

Os dois se apaixonaram e Elisa veio para a América do Sul com Solano. Apesar de ter ficado com o presidente paraguaio, ela nunca foi considerada esposa oficial dele, pois já havia sido casada antes com um cirurgião francês.  Lynch e López tiveram sete filhos, mas apenas três sobreviveram após a guerra. Elisa também tinha mais um filho, fruto de seu primeiro relacionamento.

O general paraguaio morreu em 1870, durante a Batalha de Cerro Corá, na guerra do Paraguai. O assassinato do ditador pelo soldado brasileiro Chico Diabo decretou o fim do conflito. Já Elisa faleceu 16 anos depois, em 1886, na França.

Ainda não se sabe se a novela irá mostrar o final de Elisa, já de acordo com Alessandro Marson, autor de Nos Tempos do Imperador, o grande drama do folhetim é a Guerra do Paraguai e este deve ser o encerramento da trama.

Elisa na vida real
Primeiro casamento da irlandesa foi breve – foto: wikipedia commons/reprodução

 

 

Você pode gostar também