Por que a série Passaporte Para Liberdade é dublada?

Sophie Charlotte e Rodrigo Lombardi são os protagonistas da minissérie

A partir de 20 de dezembro, a Globo passa a exibir a minissérie Passaporte para a Liberdade, que contará a história de Aracy de Carvalho, brasileira que ajudou a salvar a vida de dezenas de judeus durante a Segunda Guerra Mundial. Um fato chamou a atenção dos espectadores, que ficaram em dúvida por que o seriado Passaporte Para Liberdade é dublado.

Por que Passaporte Para Liberdade é dublado?

Passaporte para Liberdade, novo seriado da Globo e coprodução com a Sony, foi feito para o mercado internacional. Por isso, a obra foi toda gravada em inglês e dublada para ser exibida na emissora, de acordo com informações da colunista Carla Bittencourt, do jornal Metrópoles.

Apenas Rodrigo Lombardi, que interpreta o escritor João Guimarães Rosa, e Tarcísio Filho, no papel do cônsul Souza Ribeiro, dublaram a si mesmos. Charlotte foi convidada, mas não pode participar da dublagem por conflitos de agenda.

Quem irá dublar a personagem de Sophie será Carol Valença, que já deu voz à personagens de Game of Thrones, Bridgerton, The Walking Dead, entre outros.

Por que passaporte para liberdade é dublado
Sophie charlotte é aracy de carvalho em passaporte para liberdade – foto: victor pollak/globo

Sobre o que é a série?

Passaporte Para Liberdade contará a história de Aracy de Carvalho, mulher que ficou conhecida como “Anjo de Hanburgo”, por ajudar os judeus a fugirem da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial.

Aracy trabalhava no Consulado Brasileiro em Hamburgo, como líder do setor de passaportes. Ela burlava a Circular Secreta 1.127, regra que proibia judeus de desembarcarem no Brasil, e concedia o visto para essas pessoas.

No seriado, ela será interpretada por Sophie Charlotte. Rodrigo Lombardi ficou com o papel de Guimarães Rosa, escritor e marido de Aracy. O elenco também conta com atores internacionais: os alemães Peter Ketnath e Stefan Weinert, o italiano Jacopo Garfagnolli, a polonesa Isabela Gwizdak, a israelense Sivan Mast e o britânico Thomas Sinclair Spencer.

A história será contada em oito capítulos, na TV Globo.

Você pode gostar também