Quem foi o primeiro filho da princesa Isabel?

Princesa teve dificuldades para engravidar.

Quem acompanha Nos Tempos do Imperador tem visto os altos e baixos que a filha mais velha de Dom Pedro II (Selton Mello) tem vivido por conta da dificuldade em gerar um filho com o marido, Gastão (Daniel Torres). Na história real, a nobre teve uma gravidez que não deu certo e depois uma segunda, cujo a criança sobreviveu. Conheça o primeiro filho da princesa Isabel que sobreviveu e também a criança que já nasceu morta.

Pedro de Alcântara de Orléans e Bragança foi o primeiro filho da princesa Isabel

Pedro de Alcântara de Orléans e Bragança foi o primeiro filho de princesa Isabel com Gastão, ele nasceu em outubro de 1875 em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Na época, Isabel e Gastão estavam completando cerca de 11 anos de casamento.

Após a Proclamação da República, o filho da princesa Isabel ficou em exílio na Europa, assim como os demais membros da família imperial, na época ele tinha 14 anos de idade.

Por ser homem e o filho mais velho da princesa, inicialmente ele era o favorito na linha de sucessão do trono brasileiro – que não chegou a acontecer por conta da Proclamação – porém, mesmo que o Brasil não se tornasse uma república, quem acabaria assumindo o trono seria o irmão do rapaz, Luís de Orléans e Bragança, pois o primeiro filho da princesa Isabel resolveu renunciar ao seu título, quando se casou com Elizabeth Dobrezenicz, que não era da nobreza.

Ao lado da família, ele voltou ao Brasil na década de 1930, alguns anos após o banimento da família imperial ser revogado, e faleceu aos 65 anos de idade, em 1940, no lugar em que nasceu, Petrópolis, Rio de Janeiro.

Pedro
Homem podia ter sido imperador do brasil – foto: reprodução/wikimedia commons

 

A primeira gravidez da princesa Isabel foi de sua única filha mulher, a garota não nasceu com vida, mas ainda foi batizada com o nome Luísa Vitória de Orléans e Bragança.

O dia do parto aconteceu em julho de 1874, relata-se que foram necessárias cerca de 50 horas para que a princesa desse a luz e que foi necessário quebrar alguns ossos do bebê, que já estava morto, para que a menina pudesse ser retirada do útero da mãe.

Na novela Nos Tempos do Imperador

Se os autores Alessandro Marson e Thereza Falcão seguirem a ordem cronológica dos acontecimentos na família imperial, o público não chegará a ver a personagem de Giulia Gayoso grávida. Isso porque o folhetim vai terminar no ano de 1870, final da Guerra do Paraguai. A primeira gravidez da princesa só aconteceu em 1874, então isso não deve ser mostrado.

No momento, o casal tem vivido um dilema na novela. Gastão quer ir para guerra ao lado de Augusto e Pedro, mas a garota quer que o amado fique em segurança:

Leia também – Final de Nos Tempos do Imperador já está decidido

Você pode gostar também