Substituta O Cravo e a Rosa: Cheias de Charme pode passar em 2022

Folhetim foi exibido originalmente em 2012.

Sucesso nas tardes da Globo, a reprise do romance de Catarina e Petruchio ainda está longe de acabar – nem metade do total de capítulos foram ao ar até agora – mas a Globo já planeja a substituta O Cravo e a Rosa. Para manter os bons números que a obra de Walcyr Carrasco e Mário Teixeira tem conquistado na emissora, a Globo tem pensado em um grande sucesso da faixa das 19h: Cheias de Charme.

Qual novela vai ser a substituta de O Cravo e a Rosa?

Cheias de Charme é prevista para substituir O Cravo e a Rosa na faixa das 14h40 na TV Globo, de acordo com informações do “Observatório da TV”. O folhetim foi ao ar de abril a setembro de 2012 e contou com 143 capítulos no total. A emissora ainda não fez afirmações sobre o assunto.

Se for mesmo a escolha do canal, Cheias de Charme será a segunda novela na faixa de horário criada há poucos meses pela emissora. As alterações da Globo definiram que às 14h40 serão reprisadas novelas da faixa das 18h e 19h, enquanto o Vale a Pena Ver de Novo exibirá apenas produções do horário nobre do canal.

A reprise de O Cravo e a Rosa começou no dia 6 de dezembro de 2021, até o momento foram exibidos 50 capítulos, no total a versão original da novela contou com 221 capítulos e ficou nas telinhas de junho de 2000 a março de 2001. Por se tratar de uma reexibição, os episódios da reprise de O Cravo e a Rosa podem passar por reedições, assim não é garantia que o folhetim fique no ar a mesma quantidade de dias e meses de sua primeira transmissão.

Comemoração do público

Ao ser cotada como a substituta de O Cravo e a Rosa, Cheias de Charme já voltou a ser assunto nas redes sociais. Um dos maiores sucessos da última década, a possível reprise da novela levantou comemorações entre os noveleiros.

“Vai reprisar Cheias de Charme na Globo? Meu Deus o meu sonho vai se realizar”, comentou uma fã no Twitter. “A Globo vai voltar com Cheias de Charme e tô muito feliz”, disse outra. Já teve até gente comemorando o horário de exibição da reprise: “ainda bem que tenho as tardes livres pra ver Cheias de Charme”.

A substituta de O Cravo e a Rosa já foi reprisada nas telinhas antes, entre 2016 e 2017 a novela apareceu no Vale a Pena Ver de Novo. De acordo com o Notícias da TV, na época de sua primeira exibição, Cheias de Charme teve média geral de 30,0 pontos no Ibope da Grande São Paulo, desde então nenhuma outra novela da faixa de horário chegou em números tão altos. Quando foi exibida no Vale a Pena Ver de Novo, Cheias de Charme fez uma média geral de 17 pontos de Ibope na Grande São Paulo, segundo o TV História.

Substituta o cravo e a rosa
Substituta de o cravo e a rosa é queridinha entre muitos – foto: reprodução/twitter

História da novela Cheias de Charme

A trama da novela substituta de O Cravo e a Rosa conta a história de três mulheres, Maria da Penha, Maria do Rosário e Maria Aparecida, que se juntam para lutarem por seus direitos.

Penha é empregada doméstica, Rosário é cozinheira e Aparecida (Cida) é filha de uma copeira e um motorista que cresceu como empregada na casa da família dos patrões dos pais. As três se conhecem na prisão e ao longo da trama acabam criando um grupo musical chamado “Empreguetes”.

Conforme a carreira do trio vai crescendo, o sucesso das Empreguetes começa a incomodar Chayene, uma cantora piauiense e rainha do eletroforró.

Quem escreveu a novela substituta de O Cravo e a Rosa

A novela Cheias de Charme foi criada por Filipe Miguez e Izabel de Oliveira. Os roteiristas já haviam trabalhado lado a lado como colaboradores em Duas Caras (2007), mas foi na novela de 2012 que foram creditados como autores título pela primeira vez.

Depois disso, Izabel de Oliveira também criou Verão 90, lançada em 2017. A autora já esteve na equipe de roteiro de obras como Serras Azuis (1998), Meu pé de Laranja Lima (1998 – 1999), Estrela-Guia (2001), Malhação (2005), Tempos Modernos (2010), entre outras obras.

Filipe Miguez é creditado como criador apenas de Cheias de Charme até hoje, mas já trabalhou em obras famosas, como O Amor Está no Ar (1997), Porto dos Milagres (2001), Pé na Jaca (2006 – 2007), entre outras.

Para ajudá-los a escrever Cheias de Charme, Filipe e Izabel contaram com a participação dos roteiristas Daisy Chaves, Isabel Muniz, João Brandão, Lais Mendes Pimentel, Paula Amaral e Sérgio Marques. A supervisão do texto da novela substituta de O Cravo e a Rosa em 2022 ficou sob o comando de Ricardo Linhares.

Relembre a abertura de Cheias de Charme, com voz de Gaby Amarantos:

Personagens principais de Cheias de Charme

Chayene foi interpretada por Cláudia Abreu, a personagem começou a carreira no Leite Cobra. Sua vaga no grupo surgiu quando a cantora sabotou a titular de sua posição, o que destruiu a voz da moça para sempre. Ela é empresariada por Tom Bastos (Bruno Mazzeo) na trama, é extravagante, grosseira e mandona.

Claudia abreu
Cláudia abreu é chayene na novela das 19h de 2012 – foto: reprodução/globo

As empreguetes na novela substituta de O Cravo e a Rosa

O grupo musical é composto por três Marias. Maria da Penha foi interpretada por Taís Araújo, Maria do Rosário foi papel de Leandra Leal e Maria Aparecida foi vivida por Isabelle Drummond.

Maria da Penha

Penha era uma empregada doméstica que sustentava o marido Sandro (Marcos Palmeira), o filho Patrick (MC Nicollas), além dos irmãos, Elano (Humberto Carrão) e Alana (Sylvia Nazareth). A mulher havia estudado pouco na juventude e começado a trabalhar bem cedo. No começo da novela, Penha é empregada de Chayene, mas depois é contratada pela advogada Lygia (Malu Gali).

Taís araújo
Apesar de vários pretendentes, personagem termina a novela ao lado do marido, sandro – foto: reprodução/globo

 

Maria do Rosário

Rosário era cozinheira na novela, mas seu grande sonho era se tornar cantora. Quando tinha 10 anos de idade, foi adotada por Sidney (Daniel Dantas), a família biológica de Rosário morreu em uma enchente quando ela era ainda um bebê. A jovem também trabalhou na casa de Chayane na trama.

Maria rosário cheias de charme
Personagem casa com inácio no final do folhetim – foto: reprodução/globo

 

Maria Aparecida

A personagem de Drummond era filha da copeira Dolores e do motorista Santos, ambos trabalhavam para a família de Ernani Sarmento (Tato Gabus Mendes) e morreram quando a menina ainda era jovem, por isso Cida acabou sendo criada pelos Sarmento, porém, viveu na casa da família como empregada.

Isabelle drummond
Isabelle drummond interpretou empreguete na novela – foto: reprodução/globo

 

Leia também

Elenco da novela Cara e Coragem: quem está na próxima trama das 7

Você pode gostar também