Festival Internacional contará com exibição gratuita de 337 curtas

Evento traz curtas-metragens de 51 países em sete salas da capital; participantes foram selecionados em meio a 3.400 inscritos.

SÃO PAULO –  Com início nesta quinta-feira (20), a 25ª edição do Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo, com criação e direção de Zita Carvalhosa, contou com a exibição gratuita de 337 filmes, selecionados em meio a 3.400 inscritos, em sete salas de cinema da capital – Museu da Imagem e do Som (MIS), Cinemateca Brasileira, CineSesc,  Espaço Itaú de Cinema – Augusta, Centro Cultural São Paulo (CCSP), Cine Olido, Cinusp – além de CEUs e espaços do Circuito Municipal de Cultura. “É com muita alegria que comemoramos nosso 25º aniversário. Quando o Festival começou, em 1990, nas dependências do MIS, não podíamos imaginar as dimensões que ele alcançaria ou o desenvolvimento do audiovisual brasileiro. Para se ter uma ideia, nas primeiras edições, exibíamos a totalidade da produção nacional. Hoje, são mais de 600 curtas brasileiros inscritos por ano”, afirma Zita Carvalhosa.

Curtas digitais

CinemaNeste ano, o evento traz curtas de 51 países, que serão apresentados nas tradicionais mostras Internacional, Latino-americana, Brasil, Panorama Paulista e Cinema em Curso, além dos Programas Especiais. Com o tema “Quebrando Muros”, a edição propõe uma discussão sobre temas atuais, como a ebulição recente em manifestações pelo Brasil, e uma reflexão sobre os 25 anos da queda do Muro de Berlim e tudo o que mudou de lá para cá. “Quando começamos, os filmes internacionais eram convidados por carta – o fax nem existia! Na hora da urgência, era preciso enviar um telex. Até bem pouco tempo, a produção era toda exibida em película e as cópias chegavam pelos Correios. Este ano, temos menos de dez filmes em 35mm, os demais são digitais, enviados muitas vezes pela Internet”, compara a diretora do festival.

O 25º Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo conta com o patrocínio da Petrobras, como projeto convidado do Programa Petrobras Cultural, e da Sabesp, pela Lei de Incentivo a Cultura, numa correalização com o SESC, MIS – Museu da Imagem e do Som, Cinemateca Brasileira e Secretaria Municipal de Cultura. Em setembro, durante a programação itinerante, o festival percorre cidades do interior de São Paulo: Jundiaí (5 a 7), Ribeirão Preto (13 a 14) e São José dos Campos (18 a 21). A programação e a lista completa de apoiadores estão no site www.kinoforum.org.br/curtas

Você pode gostar também