Por que as mulheres muçulmanas usam hijab?

A vestimenta é um item tradicional da cultura muçulmana; saiba os motivos para isso

O Alcorão, o livro sagrado do Islã, diz aos muçulmanos – homens e mulheres – que se vistam com recato. Mas por que  as mulheres muçulmanas usam hijab e quais as regras?

Mas o que é um hijab?

O nome hijab se refere ao tipo de cobertura usada por muitas mulheres muçulmanas. Na maioria das vezes, é um lenço ou xale. Geralmente cobre o cabelo, o pescoço e os ombros da mulher.

Todas as mulheres muçulmanas usam um hijab? Não. No entanto, em alguns lugares – incluindo o Irã e a província de Aceh, na Indonésia – o hijab é exigido por lei. Mas, na maioria dos lugares, é uma questão de costume e as mulheres optam por usar um hijab. Na maioria das vezes, as mulheres muçulmanas decidem se devem usar um hijab na adolescência.

Quando começou a prática de usar o hijab? Isso remonta a Muhammad , o profeta mais importante do Islã . Muhammad pediu a suas esposas que usassem hijabs para diferenciá-los dos outros. O objetivo era indicar seu status especial .

Por que as mulheres muçulmanas usam o véu?

As mulheres muçulmanas optam por usar o hijab por vários motivos. Alguns veem isso como um sinal de passagem para a idade adulta. Outros usam o hijab para se identificarem como muçulmanos e mostrarem orgulho cultural . Muitos também usam a cobertura para valorizar as tradições familiares ou os costumes locais . Claro, muitas mulheres muçulmanas optam por não usar o hijab. Outros optam por usá-lo apenas em ocasiões religiosas.

O hijab costuma ser mal interpretado por pessoas de fora do Islã. Algumas pessoas pensam que as mulheres muçulmanas são forçadas a usá-lo. Outros estão confusos sobre o significado do hijab e pediram que ele seja banido . No entanto, à medida que mais pessoas aprendem sobre o hijab e sobre o Islã, a aceitação e a compreensão continuam a se espalhar.

Lenços e véus de cores e formas diferentes eram comuns em inúmeras culturas muito antes de o Islã surgir no século 7 na Península Arábica (que inclui a atual Arábia Saudita). Até hoje, os véus para a cabeça desempenham um papel significativo em muitas religiões, incluindo o judaísmo ortodoxo e o catolicismo.

Desde o século VII, o Islã cresceu e se tornou uma das principais religiões do mundo. À medida que se espalhou pelo Oriente Médio para a África do Saara e Subsaariana, para a Ásia Central e para muitas sociedades diferentes ao redor do Mar da Arábia, ele incorporou alguns costumes velados locais e influenciou outros. Mas só recentemente alguns estados islâmicos, como o Irã, começaram a exigir que todas as mulheres usassem o véu (no Irã é chamado de chador , que cobre todo o corpo).

Os críticos da tradição muçulmana do véu argumentam que as mulheres não usam o véu por escolha própria e muitas vezes são forçadas a cobrir a cabeça e o corpo. Em contraste, muitas filhas de imigrantes muçulmanos no Ocidente argumentam que o véu simboliza devoção e piedade e que o véu é sua própria escolha. Para eles, é uma questão de identidade religiosa e autoexpressão.

De acordo com o Alcorão, que cita essa e outras práticas a quem é um seguidor do islamismo, há uma explicação para isso.

Essa vestimenta é responsável por cobrir algumas das partes do corpo feminino, além do cabelo. A religião define isso enquanto uma conduta que essas pessoas têm de seguir, para estarem de acordo com as práticas religiosas.

Está escrito no Alcorão, em 33:59: que: Ó profeta, dizei a tuas esposas, tuas filhas e às mulheres dos crentes que quando saírem que se cubram com as suas mantas; isso é mais conveniente, para que se distingam das demais e não sejam molestadas.”

Os homens muçulmanos também são incentivados a serem modestos e a se cobrirem entre a cintura e os joelhos.

Tipos de véus que as mulheres muçulmanas usam

O mais conhecido é o próprio hijab. Ele costuma cobrir apenas o cabelo, as orelhas e o pescoço. Além disso, ele deixa o rosto e boa parte do corpo de fora.

Ele é encontrado em várias formas. Assim, pode ser colorido, estampado ou mesmo decorado. Isso vai de acordo com o gosto e preferência de quem está utilizando.

Por fim, é válido destacar que há muitas formas diferentes de “amarrar” o hijab. Algumas delas são feitas por mulheres de determinados países ou regiões, e recebem nomes próprios.

hijab-tipos-1024x683.jpg

Chador

Além disso, há o chador. Ele costuma cobrir todo o corpo da mulher e não tem mangas. Dessa forma, deixa apenas uma parte do rosto de fora.

mulher usando um véu que cobre o corpo mas exibe o rosto
Mulher utilizando um chador preto – Foto: Amber Clay/Pixabay

Mesmo que costume ser preto, na maior parte das vezes, ele é encontrado em outras cores, estampas e com decorações diversas.

Essa vestimenta é muito tradicional no Irã. No entanto, após a Revolução Islâmica que aconteceu neste país no final da década de 1970, ele se popularizou em outros lugares.

Niaq

Também, há o niaq. Esse tipo de roupa, em geral, cobre todo o corpo e deixa apenas os olhos da pessoa visíveis. Mesmo que seja, geralmente, todo preto, ele também é visto em outras colorações.

mulher usa um chador
Mulher utilizando um chador vermelho e preto – Foto: Amber Clay/Pixabay

Em países como a Arábia Saudita, a lei define que as mulheres devem utilizar tal vestimenta. Por fim, é importante lembrar que há uma versão do niaq em que parte do corpo fica a mostra.

Burqa: Por que as mulheres muçulmanas usam o véu?

Para finalizar, a burqa (ou burca, em português) é o tipo de véu que cobre maior parte do corpo e rosto. Além de ser esse tipo de roupa que impede a visibilidade que as pessoas têm da mulher, ele adiciona uma tela que tampa os olhos.

Ele costuma ser visto em algumas cores, principalmente o azul ou preto. As regiões do Afeganistão e Paquistão, quando sob regime do Talibã, já decretaram que seu uso deveria ser obrigatório.

Fonte: “O outro lado do véu: Mulheres do Norte da África na França respondem ao caso do lenço na cabeça”. Copyright © 2003 de Gender and Society.  

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes