Aposentados e pensionistas receberão 14° salário emergencial?

O congresso vai votar nos próximos dias duas propostas sobre o 14° salário emergencial para beneficiários do INSS

Os aposentados e pensionistas ainda estão na expectativa para saber se vão poder contar ou não com a renda extra do 14° salário emergencial. A espera, porém, pode acabar na próxima semana já que o tema entra em votação no congresso. A medida é uma das formas do Governo para conter os efeitos negativos na economia causados pelo coronavírus.  

Os beneficiários do INSS tiveram o 13° salário adiantado este ano. A primeira parcela foi paga entre 24 de abril e 8 de maio, e a segunda, entre 25 de maio e 5 de junho. Com o adiantamento do valor, surgiu a ideia do 14° salário emergencial para não deixá-los desassistido neste mês de dezembro. A proposta, porém, só vale este ano devido as crises geradas pela pandemia. 

14° salário emergencial: iniciativas no congresso

Há pelo menos duas propostas circulando sobre o 14° salário emergencial. Uma delas é um projeto de iniciativa popular, do advogado Sandro Gonçalves. A outra é Projeto de Lei 3.657/2020, do senador Paulo Paim (PT-RS). Por ele, poderão ser beneficiados que recebe auxílio-doença, auxílio-acidente, aposentadoria, pensão por morte e auxílio reclusão.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Para o senador, além de atender aos beneficiários do grupo de risco, o 14° auxílio emergencial ajuda a injetar dinheiro no mercado, o que traz benefícios para a economia. 

INSS reduz revisão de vida inteira para aposentados; veja o motivo

“Essas pessoas ficarão desassistidas no mês de dezembro, já que terão utilizado o adiantamento da gratificação natalina previdenciária para quitar as suas necessidades. Na realidade do nosso vasto Brasil, os aposentados e pensionistas, na grande maioria, ajudam a sustentar toda a família. Antes da pandemia, mais de 10 milhões de pessoas já dependiam da renda dos idosos para viver. Arcam com a maior parte das despesas, socorrendo filhos e netos, tendo gastos com alimentação, vestuário, escola, transporte, remédios, luz, gás, entre outros”, disse ele

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto DataSenado, 99% das pessoas ouvidas aprovam o 14 salário emergencial. Participaram da enquete 32.820 pessoas, entre os dias 1º de outubro e 2 de novembro.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes