Acordo do Brexit fechado entre Reino Unido e UE

O Reino Unido e a União Europeia chegaram a um acordo comercial pós-Brexit após meses de negociações intensas.

Acordo do Brexit fechado: finalmente o Reino Unido e a União Europeia chegaram a um acordo comercial pós-Brexit após meses de negociações intensas.

Assim, a decisão evita um cenário de “não acordo” que muitos temiam. Afinal,  poderia resultar em caos econômico e o risco de uma grande interrupção no fluxo de produtos e medicamentos.

“O acordo está feito”, disse o comunicado de Downing Street na tarde de quinta-feira (24), Logo depois, Bruxelas também confirmou a informação. 

Após o anúncio, o primeiro-ministro Boris Johnson disse que o acordo era um “bom negócio” para “toda a Europa”. De acordo com ele, isso significava “uma nova estabilidade e uma nova certeza no que às vezes tem sido um relacionamento turbulento e difícil”.

Em tom de uma retórica nacionalista que teve tanto destaque na campanha do referendo do Brexit, Johnson declarou: “Retornamos o controle de nossas leis e de nosso destino. A partir de 1º de janeiro, estamos fora da união aduaneira e do mercado único. As leis britânicas serão feitas exclusivamente pelo parlamento britânico, interpretada pelos juízes do Reino Unido nos tribunais do Reino Unido. E, a jurisdição do Tribunal de Justiça Europeu chegará ao fim”.

 

Acordo do brexit fechado
Imagem: reprodução / pixabay

Acordo do Brexit fechado

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, concordou que a UE havia alcançado um acordo comercial pós-Brexit justo e equilibrado. Mas sinalizou que o bloco tinha a vantagem nas negociações.

“Como sabíamos, em qualquer caso, se tivesse havido um Brexit rígido, não teria sido bom para nenhum dos lados. Mas teria atingido o Reino Unido mais forte que a União Europeia com todo o seu poder de 450 milhões de cidadãos. E, portanto, de uma posição de força, fomos capazes de apresentar o acordo mais abrangente que já tivemos”, disse von der Leyen em entrevista coletiva.

Dessa forma, agora que um acordo foi fechado, os líderes da UE, o parlamento europeu e o governo do Reino Unido precisarão aprovar o acordo por conta própria.

O robusto texto jurídico receberá uma tradução, revisão e aprovação de todos os 27 estados membros da UE, cujos líderes receberam bem a notícia.

Assim que todos os estados membros derem sua aprovação, o acordo voltará ao Parlamento Europeu, onde os membros votarão para ratificá-lo.

Fonte CNN
Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.