Hackers acessam o código-fonte da Microsoft

A Microsoft disse na quinta-feira (31) que hackers por trás de uma grande violação de segurança do governo dos EUA também viram parte do código-fonte da empresa.

Hackers acessam o código-fonte da Microsoft, divulgou a empresa na quinta-feira (31).

Assim, o grupo de hackers russos por trás de uma grande violação de segurança do governo dos EUA foi capaz de invadir a gigante da tecnologia e acessar parte do seu código-fonte.

Em uma postagem no blog, a empresa disse que sua investigação revelou irregularidades com um “pequeno número de contas internas”. Bem como uma das contas “foi usada para visualizar o código-fonte em vários repositórios de código-fonte”.

Dessa forma, eles usaram o software de monitoramento de rede da empresa com sede no Texas como um trampolim para invadir as redes governamentais dos EUA e outras empresas de tecnologia. 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Além disso, a Microsoft já havia divulgado que, como outras empresas, encontrou versões maliciosas do software dos hackers dentro de sua rede. Mas a divulgação sobre a invasão do código-fonte é nova.

Assim, a notícia destaca o amplo alcance dos invasores, que os investigadores descreveram como extremamente sofisticados e com bons recursos. E, sugere que a espionagem corporativa pode ter sido um motivo para acessar os segredos do governo.

 

código-fonte da Microsoft
Imagem: Reprodução / Pixabay

Hackers acessam o código-fonte da Microsoft

O código-fonte de uma empresa – o conjunto de instruções subjacente que executa um software ou sistema operacional – está normalmente entre seus segredos mais bem guardados.

Contudo, ainda não está claro quantos ou especificamente quais repositórios de código-fonte os hackers foram capazes de acessar. Além disso, um porta-voz da Microsoft se recusou a dar detalhes sobre a postagem do blog.

De acordo com a Microsoft, a conta sequestrada não tem a capacidade de modificar nenhum código da empresa. A postagem do blog acrescentou que não encontrou nenhuma evidência de acesso “a serviços de produção ou dados de clientes”.

“A investigação, que está em andamento, não encontrou indícios de ataques às outras pessoas”, disse.

Informar Erro
Fonte NY Post

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes