Coronavírus na França: número de novos casos é o maior desde o final de maio

Conselho científico que orienta o governo na luta contra o Coronavírus na França alertou que o país não ficará imune a uma segunda onda no outono.

Coronavírus na França volta a preocupar e aumentar os números na curva de contágio. De acordo com os relatórios divulgados, o número de pessoas com diagnóstico positivo para covid-19 aumentou em mais de 30% em uma semana 

Segundo o Le Monde, este é um aumento sem precedentes desde 30 de maio. A França identificou 1.695 novas contaminações por coronavírus em vinte e quatro horas, anunciou a Diretoria Geral da Saúde (DGS) nesta quarta-feira (5) em um comunicado à imprensa.

Nesta semana, o Ministério da Saúde francês tornou público um documento com parecer do conselho científico, intitulado: “Prepare-se agora para antecipar a volta do vírus no outono”.

 

coronavírus na frança volta aumentar
Imagem: Reprodução / Thomas de LUZE

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Segunda onda do coronavírus na França

O documento de 42 páginas, enviado ao Executivo no dia 27 de julho, vem na sequência do parecer anterior do início de junho. O parecer enviado anteriormente previa os possíveis cenários da pandemia, e também deixou claro a perspectiva “altamente provável” de uma segunda onda.

Por enquanto, estima o conselho científico, a França encontra-se numa situação correspondente ao “cenário tipo 1 enfraquecido”, tal como a Itália, com um recente aumento do número de casos Covid-19 em várias regiões.

Na ausência de medidas suficientes (uso de máscara, distanciamento físico, lavagem das mãos), “não podemos excluir o recomeço da epidemia no verão, em particular durante os encontros mal controlados”, sublinha o opinião dos cientistas.

Para se preparar para uma nova onda epidêmica no outono, o conselho científico recomenda sete protocolos sobre diferentes assuntos: medidas de barreira, testes, isolamento de pessoas em risco de doença grave, proteção de lares de idosos e das populações mais pobres. 

Além disso, um capítulo é dedicado às grandes metrópoles, outro à preparação hospitalar e o último aos riscos psicossociais.

 

Macron se reunirá com conselho de defesa da covid-19

Em entrevista, o presidente francês, Emmanuel Macron anunciou a realização de uma reunião com o conselho de defesa da covid-19 na próxima semana.

Além disso, o presidente ressaltou a importância da população francesa se manter vigilante quanto aos cuidados de prevenção do vírus. “Recomendo a maior vigilância e respeitar o uso de máscara em local fechado”, acrescentou o Chefe de Estado.

Várias cidades e metrópoles já decretaram o uso obrigatório de máscara em locais públicos abertos e Paris deve fazer o mesmo nos próximos dias .

Diante desse ressurgimento de casos, muitos países reforçaram nesta sexta-feira medidas e restrições sanitárias, a fim de evitar uma segunda onda de contaminação.

Informar Erro
Fonte Le Monde

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes