Coronavírus não será a última pandemia, diz OMS

A OMS disse que as tentativas de melhorar a saúde humana estão “condenadas” sem combater as mudanças climáticas.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o coronavírus não será a última pandemia.

A advertência foi feita no último sábado (26) pelo chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesu.

Neste domingo (27), em uma mensagem de vídeo marcando o primeiro Dia Internacional de Preparação para Epidemias, Tedros disse que todos os países devem investir em capacidades de preparação para prevenir, detectar e mitigar emergências de todos os tipos. Afinal, “a história nos diz que esta não será a última pandemia, e as epidemias são um fato da vida”.

Assim, “uma atenção primária forte é especialmente importante como a base da cobertura universal de saúde”, disse ele. Bem como acrescentou que a “verdadeira preparação” requer uma “abordagem de todo o governo e toda a sociedade”.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Coronavírus não será a última pandemia
Imagem: Reprodução / Pexels

Coronavírus não será a última pandemia

De acordo com dados da Universidade Johns Hopkins, existem atualmente 80.182.793   infecções por coronavírus  com 1.755.141 mortes em todo o mundo.

A Assembleia Geral das Nações Unidas convocou uma data para marcar um dia de preparação para epidemias. A data é importante para promover a importância da prevenção e parceria na superação de epidemias.

“Por muito tempo, o mundo operou em um ciclo de pânico e abandono. Jogamos dinheiro em um surto e, quando ele acaba, esquecemos e não fazemos nada para impedir o próximo”, disse Tedros. 

Além disso, ele acrescentou que os mecanismos atuais são “perigosamente míopes e francamente difíceis de entender”.

Tedros também disse que a pandemia “destacou a ligação íntima entre a saúde dos humanos, dos animais e do planeta”. Assim, alertou que as mudanças climáticas estão tornando a Terra menos habitável.

De acordo com Tedros, “todos os esforços para melhorar a saúde humana estão condenados”, sem lutar contra a mudança climática.

Poucos meses antes do surgimento do coronavírus, o Global Preparedness Monitoring Board publicou seu primeiro relatório anual sobre a prontidão mundial para emergências de saúde e disse que o mundo não estava preparado para pandemias potencialmente devastadoras.

Fonte DW

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes