Economia dos EUA sofre a maior queda das últimas décadas

Com mais de 15 milhões de desempregados, o país passa por uma estagnação econômica e enfrenta a sua maior crise.

De acordo com a BBC, a economia dos EUA está enfrentando a sua maior queda desde em que começaram os seus registros em 1947.

Os economistas também não têm notícias animadoras sobre o futuro cenário da economia americana, e dizem esperar uma queda ainda mais acentuada no segundo semestre.  

Segundo a BBC, os gastos com a assistência médica e com o enfrentamento da crise do Covid-19 são os maiores agravantes da crise econômica. Além disso, os números de casos de coronavírus ainda são alarmantes e mostram que a recuperação econômica estará estagnada pelos próximos meses.

O Fundo Monetário Internacional prevê que o crescimento global cairá 4,9% este ano. Na quinta-feira (30), a Alemanha registrou um declínio trimestral recorde de 10%, enquanto a economia do México também registrou uma contração de dois dígitos.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Em comparação com o mesmo trimestre do ano passado, a economia dos EUA contraiu 9,5%. As exportações e as importações caíram mais de 20% em relação a um ano atrás, enquanto os gastos do consumidor – o principal motor da economia dos EUA – caíram em 10,7% em relação ao ano anterior.

 

desemprego nos EUA
© Bryan Woolston/Reuters

 

Desemprego agrava crise na economia dos EUA

 

Desde fevereiro, os EUA perderam cerca de 15 milhões de empregos. Somente na semana passada, mais de 1,4 milhão de pessoas deram entrada em novos pedidos de desemprego, registrando uma alta nos números pela segunda semana consecutiva.

O censo do país estima que mais da metade dos adultos norte-americanos vive em casas que tiveram cortes de renda desde a pandemia.

Segundo os economistas, levará anos para os EUA se recuperarem dessa devastação econômica. “Mesmo quando a economia se recuperou rapidamente em maio e junho, o choque econômico do Covid-19 causou tantos danos nos meses anteriores que o resultado líquido foi uma catástrofe econômica para o segundo trimestre”, alertou Josh Bivens, diretor de pesquisa da Instituto de Política Econômica.

Para amenizar a crise e ajudar as famílias, o congresso americano está debatendo outro pacote de ajuda econômica, mas a demora da aprovação tem preocupado a população. Essa semana, o  suplemento emergencial de $600 para desempregados expira e ameaça outro choque econômico.

 

Informar Erro
Fonte BBC

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes