O que é dólar de viagem? Veja a diferença do comercial e de turismo

Se viajar está nos seus planos, certamente você já deve ter dado uma olhadinha na cotação do dólar. Entenda a diferença entre eles.

Se viajar está nos seus planos, certamente você já deve ter dado uma olhadinha na cotação do dólar. Saber quanto está custando a moeda americana em reais vai muito além da conversão. É preciso primeiro diferenciar o que é dólar de viagem, comercial e o de turismo.

Cada tipo de dólar segue uma cotação diferente a depender da sua finalidade. A moeda americana é uma referência monetária no mundo todo e aceita na grande maioria dos países para câmbio e em alguns locais é possível até fazer compras em dólar.

Usada em movimentações internacionais, o dólar é regido por duas categorias: comercial e de turismo.
O comercial é aquele que só pode ser negociado por empresas e instituições financeiras. Geralmente ele é mais barato do que o dólar de turismo, e a explicação está no volume de transações. Já o dólar de viagem, o chamado dólar de turismo é aquele que pode ser comprado por pessoas físicas na hora de viajar. Como a quantidade é menor nessas transações, o preço do dólar de turismo é maior do que o comercial.

Mas o que é dólar de viagem, turismo e comercial?

Além do valor, a principal diferença entre os tipos da moeda está em quem pode negociá-lo. O dólar comercial só é negociado em transações comerciais, entre empresas, instituições, governos e bancos. Ele é usado para compra e venda de mercadorias, investimentos, assim como importação e exportação. Por conta de uma regulamentação do Banco Central, pessoas físicas não podem negociá-lo.

Variável ao longo do dia, o dólar comercial é definido pelo mercado dependendo do cenário econômico do País e também do exterior. O que varia o preço é a chamada oferta e demanda.

Já o dólar de turismo é aquele vendido para pessoas físicas que vão viajar para o exterior e precisam da moeda em espécie. É o dólar de turismo que norteia a cotação para compra da moeda também nos cartões de viagem.

O dólar de turismo sai mais caro porque depende do volume comprado, além dos valores embutidos pelas casas de câmbio. Por exemplo, quem revende a moeda já teve de compra-la em uma negociação, então entra aí também taxas adicionais relacionadas às transações, a cobertura de custos e a margem de lucro da empresa.

Leia também: viajar depois da pandemia

Tipos de dólar

Comercial – Geralmente é o dólar comercial é aquele que aparece noticiado diariamente nas cotações de jornais. É este dólar que é usado como referência na hora de empresas exportarem ou importarem produtos, além de direcionar as transações financeiras com os bancos do exterior.

Também é pela alta ou baixa dele que nós brasileiros somos impactados diretamente desde a compra do pão francês até os produtos eletrônicos importados, já que o trigo como matéria prima é importado e os eletrônicos como um todo também.

Já que empresas costumam movimentar quantias muito maiores do que pessoas que compram a moeda para uma viagem, o preço do dólar nessa modalidade sai bem menor.

Turismo – O dólar de turismo também sofre alterações em sua cotação no decorrer do dia. Como o próprio nome já diz, este tipo de dólar é aquele vendido para pessoas que vão viajar para o exterior e vão levar dinheiro em espécie. No dia a dia ele é mais caro, justamente porque costuma ser negociado num volume menor.

Paralelo – Além do dólar comercial e do de turismo, já diferenciados aqui, ainda temos o dólar paralelo, como o próprio nome diz, ele não é oficial e circula no mercado “paralelo”, em transações que não são reconhecidas pelo Banco Central. Comercializado sem autorização, o dólar paralelo geralmente tem uma cotação intermediária entre o comercial e o de turismo.

A prática do dólar paralelo surgiu nos anos 1990, década em que o Brasil enfrentou constantes inflações e oscilações na economia, incluindo também o bloqueio da poupança por parte do governo Collor.

Informal e ilegal, este tipo de dólar é comercializado por casas de câmbio que funcionam na clandestinidade, ou seja, não são regularizadas pelo Banco Central e também por doleiros.

Para saber onde comprar dólar de turismo em casas de câmbio autorizadas pelo Banco Central, basta acessar o site do Banco Central: https://www.bcb.gov.br/.

Relacionado: como funciona o turismo de vacina em Nova York

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes