Uso de máscara no Rio de Janeiro: como funciona a partir de hoje

Cidade do Rio de Janeiro suspende uso de máscara em lugares fechados

O prefeito Eduardo Paes (PSD) decretou o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras faciais em locais fechados no Rio de Janeiro. A decisão foi publicada nesta segunda-feira, dia 7, em edição extra do Diário Oficial do Município, e entra em vigor a partir de hoje, 8 de março. 

Como fica o uso de máscara no Rio de Janeiro?

Dois anos após o início da pandemia do coronavírus, o uso de máscara no Rio de Janeiro já não é mais obrigatório. Com a medida, a população fica desobrigada a utilizar máscaras faciais para o acesso e permanência no interior de estabelecimentos industriais, comerciais e de prestação de serviços, assim como os órgãos públicos municipais e os demais locais, ambientes e veículos de uso público restrito ou controlado. 

Conforme informado pelo Eduardo Paes via rede social, a medida segue a determinação do Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19 (CEEC), que recomenda o uso facultativo de máscaras em ambientes fechados e abertos na cidade. Com o avanço da vacinação, a capital fluminense tem registrado um cenário de queda no número de internações e no índice de positividade nos testes para Covid-19, assim como a menor taxa de transmissão da doença desde o início da pandemia.

Além disso, também foi determinado que não será mais necessário apresentar comprovante de vacinação contra a Covid-19, para entrar em estabelecimentos, quando o município atingir o índice de 70% da população adulta (maior de 18 anos) vacinada com a dose de reforço. 

 máscara rio de janeiro
Máscaras padrão N95 ou cirúrgicas apresentam maior eficácia contra o coronavírus – Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

E como estão as outras capitais?

O Rio de Janeiro é a primeira capital do país a desobrigar por completo o uso de máscaras para proteção individual. Desde outubro do ano passado, já havia sido encerrada a obrigatoriedade da utilização ao ar livre. 

Ao redor do Brasil, cidades como São Luiz, Cuiabá e Belo Horizonte liberaram a circulação sem máscara apenas em ambientes abertos. Em São Paulo, o governo decidirá sobre a flexibilização do uso ao ar livre na quarta-feira, dia 9 de março.

O uso de máscaras é obrigatório em São Paulo desde 1º de julho de 2020. Desde então, a não utilização de máscaras em locais públicos prevê multas de R$ 552,71 por pessoa física e de R$ 5.294,38 por estabelecimento, conforme resolução estadual, pois estes devem prezar pela segurança dos seus colaboradores e consumidores.

Leia também: Proteção com duas máscaras bloqueia até 92,5% contra Covid, diz estudo

Você pode gostar também
buy cialis online