Aumento de salário dos secretários municipais de SP chega a 53%

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), sancionou hoje o aumento de seu próprio salário, bem como do vice e dos secretários da cidade.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), sancionou hoje o reajuste de seu próprio subsídio, bem como do vice e dos secretários municipais da cidade. O maior percentual de aumento foi para o salário dos secretários de SP. A decisão foi publicada nesta quarta-feira (24) no Diário Oficial. Os reajustes passam a valer a partir de 1º de janeiro de 2022.

Com autoria do Executivo, o texto passou por segunda votação ontem, (23) na Câmara de Vereadores de São Paulo. Foi aprovado com 34 votos a favor, 17 contra e 1 abstenção. Trata-se de um texto Substitutivo ao PL 173/2018. A primeira votação ocorreu no dia 21 de dezembro.

Salário de secretários de SP tem aumento de quase 53%

Como dito, o maior percentual de aumento de salário ficou para os secretários municipais de SP, com cerca de 53% a mais. Sendo assim, a remuneração dos líderes das 24 secretarias municipais passará de R$ 19,3 mil para R$ 30.142,70.

Já o salário do vice-prefeito, que hoje é o Ricardo Nunes (MDB), passará de R$ 21,7 mil para R$ 31.915,80. Com alta de 47%.

Além disso, o salário do prefeito registra reajuste de 46%. Atualmente é de R$ 24,175 , e passará a ser de R$ 35.462. Essa mudança, impacta também no teto do funcionalismo, ou seja, outros servidores também poderão ter remuneração de até R$ 35,4 mil

Último aumento foi feito em 2012

Sobre o dinheiro para bancar esses reajustes, o texto informa que: “As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta das dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário”.

Nota-se que o último reajuste de salários para esse grupo foi realizado em 2012. Ao passo que, se essa PL de aumento de remunerações não fosse aprovada esse ano, o movimento só poderia ocorrer em 2024. Afinal, a votação para reajuste do subsídio do Executivo só pode ser apreciada antes de iniciar a legislatura subsequente, de acordo com a lei.

 

Leia também:

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.