Bilhete único do desempregado em SP: veja como solicitar

O bilhete único do desempregado em SP, que permite que o cidadão circule pelo transporte público de maneira gratuita por até 90 dias.

Além do seguro-desemprego e do saque-rescisão do FGTS, pessoas demitidas sem justa causa podem ter acesso a outros benefícios. Como é o caso do bilhete único do desempregado em SP, que permite que o cidadão circule pelo transporte público do estado de maneira gratuita por até 90 dias. Devido a pandemia, o cadastro

Como funciona esse bilhete?

O bilhete único do desempregado é destinado ao trabalhador demitido sem justa causa há no mínimo um mês e no máximo seis meses. É preciso ainda que o cidadão tenha trabalhado por ao menos seis meses no último emprego.

Depois de efetuar o cadastro, a pessoa recebe um bilhete único que é válido por até 90 dias e não pode ser renovado. Para quem já está cadastrado no sistema, basta apresentar a carteira de trabalho.

Ao usar o transporte público de São Paulo com esse bilhete, é recomendado também portar a carteira de trabalho. Em caso de adquirir um novo emprego, o trabalhador pode devolver o bilhete nas estações de metrô, mediante protocolo.

Como solicitar o bilhete único do desempregado em SP?

A emissão do bilhete único do desempregado em SP ficou suspensa pela CPTM de março a setembro de 2020, devido a pandemia da Covid-19. Com a retomada, houveram mudanças no atendimento.

Sendo assim, o trabalhador deve primeiro enviar um e-mail para o endereço [email protected] com as documentações necessárias. Pode-se enviar foto ou captura da tela do celular, caso a carteira de identidade e de trabalho sejam digitais. Veja a lista de documentos que devem ser enviados.

- PUBLICIDADE -

  • RG
  • CPF
  • Rescisão do contrato de trabalho
  • Três páginas da carteira de trabalho, com a foto, com os dados pessoais e com o registro do último emprego.
Leia também

Postos de vacinação abertos em SP: confira os locais

Confira os pontos de vacinação contra COVID-19 em SP

Depois de enviar esse e-mail, a CPTM responde com uma confirmação automática de recebimento. Nesta mensagem, se informa que os dados serão analisados e o trabalhador terá sua resposta em um prazo de até 3 dias úteis.

Caso o cidadão esteja apto a receber o bilhete único do desempregado, a resposta da CPTM informará a data e horário para a retirada do bilhete no posto da Estação Barra Funda, que atende as Linhas 7-Rubi e 8-Diamante, e também tem interligação com o Metrô.

Por outro lado, se as informações estiverem incorretas ou ilegíveis, a CPTM vai responder ao e-mail fazendo uma solicitação de correção. E novamente necessitará do prazo de três dias úteis para análise após o novo envio.

Sendo assim, o agendamento prévio para retirada de bilhetes foi inserido de modo a evitar o deslocamento desnecessário e aglomerações. Por isso, somente os cidadãos que receberam confirmação eletrônica devem ir ao atendimento presencial para pegar o bilhete no dia e hora marcada.

Direitos da pessoa desempregada

Além do bilhete único do desempregado, pessoas demitidas sem justa causa também podem ter acesso a outros benefícios. Um deles é o seguro-desemprego, um auxílio financeiro pago entre três e cinco parcelas, a depender do número da solicitação e do tempo trabalhado até a demissão.

Outro recurso que os desempregados podem ter acesso é o saque-rescisão do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), um fundo criado com o objetivo de amparar o trabalhador demitido sem justa causa.

 

- PUBLICIDADE -

Leia também:

Confira 4 benefícios para desempregados e saiba como receber

Usuários Metro e CPTM em SP já podem usar o novo bilhete único digital

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes