Bilhete único do desempregado em SP: veja como solicitar

O bilhete único do desempregado em SP, que permite que o cidadão circule pelo transporte público de maneira gratuita por até 90 dias.

Além do seguro-desemprego e do saque-rescisão do FGTS, pessoas demitidas sem justa causa podem ter acesso a outros benefícios. Como é o caso do bilhete único do desempregado em SP, que permite que o cidadão circule pelo transporte público do estado de maneira gratuita por até 90 dias. Devido a pandemia, o cadastro

Como funciona esse bilhete?

O bilhete único do desempregado é destinado ao trabalhador demitido sem justa causa há no mínimo um mês e no máximo seis meses. É preciso ainda que o cidadão tenha trabalhado por ao menos seis meses no último emprego.

Depois de efetuar o cadastro, a pessoa recebe um bilhete único que é válido por até 90 dias e não pode ser renovado. Para quem já está cadastrado no sistema, basta apresentar a carteira de trabalho.

Ao usar o transporte público de São Paulo com esse bilhete, é recomendado também portar a carteira de trabalho. Em caso de adquirir um novo emprego, o trabalhador pode devolver o bilhete nas estações de metrô, mediante protocolo.

Como solicitar o bilhete único do desempregado em SP?

A emissão do bilhete único do desempregado em SP ficou suspensa pela CPTM de março a setembro de 2020, devido a pandemia da Covid-19. Com a retomada, houveram mudanças no atendimento.

Sendo assim, o trabalhador deve primeiro enviar um e-mail para o endereço desempregado@cptm.sp.gov.br com as documentações necessárias. Pode-se enviar foto ou captura da tela do celular, caso a carteira de identidade e de trabalho sejam digitais. Veja a lista de documentos que devem ser enviados.

  • RG
  • CPF
  • Rescisão do contrato de trabalho
  • Três páginas da carteira de trabalho, com a foto, com os dados pessoais e com o registro do último emprego.

Depois de enviar esse e-mail, a CPTM responde com uma confirmação automática de recebimento. Nesta mensagem, se informa que os dados serão analisados e o trabalhador terá sua resposta em um prazo de até 3 dias úteis.

Caso o cidadão esteja apto a receber o bilhete único do desempregado, a resposta da CPTM informará a data e horário para a retirada do bilhete no posto da Estação Barra Funda, que atende as Linhas 7-Rubi e 8-Diamante, e também tem interligação com o Metrô.

Por outro lado, se as informações estiverem incorretas ou ilegíveis, a CPTM vai responder ao e-mail fazendo uma solicitação de correção. E novamente necessitará do prazo de três dias úteis para análise após o novo envio.

Sendo assim, o agendamento prévio para retirada de bilhetes foi inserido de modo a evitar o deslocamento desnecessário e aglomerações. Por isso, somente os cidadãos que receberam confirmação eletrônica devem ir ao atendimento presencial para pegar o bilhete no dia e hora marcada.

Direitos da pessoa desempregada

Além do bilhete único do desempregado, pessoas demitidas sem justa causa também podem ter acesso a outros benefícios. Um deles é o seguro-desemprego, um auxílio financeiro pago entre três e cinco parcelas, a depender do número da solicitação e do tempo trabalhado até a demissão.

Outro recurso que os desempregados podem ter acesso é o saque-rescisão do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), um fundo criado com o objetivo de amparar o trabalhador demitido sem justa causa.

 

Leia também:

Confira 4 benefícios para desempregados e saiba como receber

Usuários Metro e CPTM em SP já podem usar o novo bilhete único digital

Você pode gostar também