Calendário de vacinação infantil em SP contra covid-19

Governo ainda não divulgou datas do escalonamento, mas crianças serão imunizadas a partir do dia 17

A vacina contra a Covid-19 destinada à imunização de crianças começou a ser distribuída para os estados na sexta-feira, 14 de janeiro. Em São Paulo, a campanha de vacinação começou com um evento simbólico realizado no Hospital das Clínicas. Na ocasião, Davi Seremrawire Xavante, de 8 anos, tomou a vacina e se tornou a primeira criança a receber uma dose do imunizante em SP. No entanto, segundo o governo do estado, os postos de saúde começarão a aplicar as doses na segunda-feira, dia 17. Confira como fica o calendário de vacinação infantil em SP, que tem aumento de casos nesse início de ano.

Calendário de vacinação infantil em SP vai ser escalonado

Assim como ocorreu no início da campanha de vacinação dos adultos, no ano passado, o calendário infantil em SP contra a covid-19 será escalonado. A expectativa do governo paulista é de vacinar 4,3 milhões de crianças com idade entre 5 e 11 em três semanas. A capacidade de imunização no estado é de 250 mil crianças por dia.

O calendário de vacinação infantil em SP vai seguir o esquema de prioridade do Governo Federal, começando pelas crianças que tem comorbidades, deficiências, as indígenas e as quilombolas.

No caso das que têm alguma comorbidade, será preciso comprovar a condição por meio de exames, receitas, relatórios ou prescrições médicas. Também será possível fazer a comprovação por meio do cadastro existente nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) das crianças que já fazem tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O governo do estado ainda não sabe quantas doses vai receber até segunda-feira e, por isso, não divulgou as datas de escalonamento das vacinas pediátricas. Essas informações devem começar a ser divulgadas ainda no fim de semana, quando está prevista a chegada de mais um lote ao país. Além disso, também será necessário aguardar o início da campanha para saber qual será a adesão dos familiares à imunização das crianças. Uma pesquisa do Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) feita por telefone apontou que 84% dos paulistas pretendem vacinar os pequenos.

Cadastramento já pode ser feito no site do governo

Desde o dia 12 de janeiro, o governo do estado está realizando o pré-cadastro de crianças para agilizar o calendário de vacinação infantil em SP. Os pais ou responsáveis pelo público infantil podem fazer o cadastro no site do governo do estado. O cadastramento é estadual e, portanto, as informações estarão acessíveis no sistema e poderão ser acessadas de qualquer ponto de vacinação.

Por lei, as escolas de São Paulo são obrigadas a informar ao Conselho Tutelar sobre as crianças que não apresentaram carteira de vacinação. O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) determina que, quando a vacinação é recomendada pelas autoridades de saúde, ela é considerada obrigatória. É o caso do imunizante contra a Covid-19.

Caso a criança não apresente comprovante de vacinação, a escola deve alertar os familiares quanto à obrigatoriedade e, se ainda assim o comprovante não for apresentado, a instituição deve comunicar o Conselho Tutelar para que o órgão possa convocar os responsáveis para orientação. Diante da negativa, os pais podem ser processados.

Você pode gostar também
buy cialis online