Feriado do Dia do Trabalho: o que abre em São Paulo

Além do funcionamento alterado pelo feriado, capital paulista tem mudanças na fase de transição do Plano SP neste sábado

O feriado do Dia do Trabalho, celebrado neste sábado (1 de maio), vai alterar o funcionamento de setores na cidade de São Paulo.

Além disso, a capital paulista começa amanhã uma nova etapa fase de transição do Plano SP, que vai até o dia 9 de maio. Seguindo as determinações, atividades comerciais e serviços gerais estão liberados para funcionar além das oito horas diárias e por uma faixa de horário ampliada: das 6h às 20h. Integram a lista: salões de beleza e barbearias, atividades culturais, academias e restaurantes – esses últimos, para oferece refeições no local. O toque de recolher entre 20h e 5h está mantido.

Feriado do Dia do Trabalho em São Paulo

Veja abaixo como fica o funcionamento em São Paulo no Dia do Trabalho.

Bancos – As agências bancárias não vão abrir no Dia do Trabalho em São Paulo, já que não funcionam aos sábados e domingos. É possível realizar serviços nas áreas de autoatendimento, canais digitais, como a central de cada banco e internet banking.

Alimentação – Supermercados, padarias e açougues podem funcionar, assim como ferias livres e sacolões municipais. De acordo com o Plano SP, a partir de amanhã, restaurantes podem oferecer refeições no local entre 6h e 20h.

Vacinação contra a covid-19 – Idosos de 63 anos estão liberados desde ontem (29) para receber a 1ª dose da vacina contra a covid-19. As postos de vanicação terão funcionamento alterado neste sábado. Veja abaixo:

  • Unidades Básicas de Saúde (UBSs): fecham aos fins de semana;
  • AMAs/UNSs Integradas: funcionam das 7h às 19h e fecham aos domingo;

Imunização contra a gripe – Está suspensa aos fins de semana.

Serviços de Saúde  – Segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de São Paulo, o funcionamento será amanhã:

  • Fechados: Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), Unidades Básicas de Saúde (UBS), Ambulatórios de Especialidades (AE), Rede Municipal Especializada (RME) em doenças sexualmente transmissíveis (DST)/Aids, AMA Especialidades e os Hospitais Dia;
  • Abertos: hospitais, prontos-socorros, Assistências Médicas Ambulatoriais (AMA) 24h e as Unidades de Pronto Atendimento (UPA);
  • Funcionamento com horário expandido: AMA 12h, abertas das 7h às 22h no combate à covid-19.

Poupatempo – As 82 unidades do Poupatempo estarão fechadas em São Paulo durante o Dia do Trabalho. O atendimento será pelas mais de 130 opções online do programa – como o portal, totens e app Poupatempo Digital.

Transporte público –  O transporte público de São Paulo funciona normalmente neste sábado, apenas com desvios habituais que ocorrem aos fins de semana.

Feriado de 1º de maio

A data de 1º foi escolhida para celebrar o Dia do Trabalho, porque neste dia em 1886 uma greve geral paralisou os parques industriais em Chicago (EUA). O ato culminou em manifestações que levaram a morte de trabalhadores e policiais. Desde então, o movimento se transformou em sinônimo de luta pelos direitos trabalhistas.

Em 1890, as menções ao 1º de maio começaram no Brasil. Em 1917, São Paulo viveu uma das maiores greves gerais já vistas e, anos depois, em 1924, o então presidente Arthur Bernardes decretou o feriado nacional.

Leia também: 
Auxílio emergencial 2021: saques liberados a partir de hoje (30)

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.