Mudou? Veja em que mês termina o Auxílio Emergencial 2021

O auxílio emergencial termina em que mês? Esta é uma dúvida bastante comum entre os cidadãos diante da prorrogação do benefício, que inicialmente seria pago até julho e ganhou três parcelas. Agora, o programa vai até fim do ano e já tem novas datas de pagamento. 

É verdade que o auxílio emergencial vai até dezembro?

Diante do cenário de incertezas econômicas e a vacinação contra a covid-19 que ainda não foi concluída, surgiram algumas especulações sobre a possibilidade do auxílio emergencial ser pago até dezembro. Inclusive, membros do Governo de Jair Bolsonaro (sem partido) chegaram a aconselhar o presidente sobre uma possível prorrogação do benefício, conforme apurou o Estadão/Broadcast.

A iniciativa seria uma forma de melhorar a popularidade do presidente. No entanto, o assunto não foi levado adiante. Além disso, o Ministério da Economia já sinalizou que é contrário aos novos pagamentos, visto que o Governo não possui condições de manter financeiramente novas rodadas do benefício em 2021. 

- PUBLICIDADE -

O auxílio emergencial termina em que mês?

O auxílio emergencial 2021 ganhou mais três parcelas, sendo assim, os depósitos na conta poupança digital dos beneficiários serão realizados até o mês de outubro. A Caixa Econômica Federal inclusive já divulgou o calendário da prorrogação. Veja o calendário abaixo:

Nascidos em janeiro

6ª parcela – 21/09 (depósito)  | 04/10 (saque)
7ª parcela – 20/10 (depósito) | 01/11 (saque)

Nascidos em fevereiro

6ª parcela – 22/09 (depósito) | 05/10 (saque)
7ª parcela – 21/10 (depósito) | 03/11 (saque)

Nascidos em março

6ª parcela – 23/09 (depósito) | 05/10 (saque)
7ª parcela -22/10 (depósito) | 04/11 (saque)

Nascidos em abril

6ª parcela – 24/09 (depósito) |06/10 (saque)
7ª parcela – 23/10 (depósito) | 05/11 (saque)

Nascidos em maio

6ª parcela – 25/09 (depósito) | 08/10 (saque)
7ª parcela – 23/10 (depósito) | 09/11 (saque)

- PUBLICIDADE -

Nascidos em junho

6ª parcela – 26/09 (depósito) | 11/10 (saque)
7ª parcela – 26/10 (depósito) | 10/11 (saque)

Nascidos em julho

6ª parcela – 28/09 (depósito) | 13/10 (saque)
7ª parcela – 27/10 (depósito) | 11/11 (saque)

Nascidos em agosto

6ª parcela – 29/09 (depósito) | 14/10 (saque)
7ª parcela – 28/10 (depósito) | 12/11 (saque)

Nascidos em setembro

6ª parcela – 30/09 (depósito) | 15/10 (saque)
7ª parcela – 29/10 (depósito) | 16/11 (saque)

- PUBLICIDADE -

Nascidos em outubro

6ª parcela – 01/10 (depósito) | 18/10 (saque)
7ª parcela – 30/10 (depósito) | 17/11 (saque)

Nascidos em novembro

6ª parcela – 02/10 (depósito) | 19/10 (saque)
7ª parcela – 30/10 (depósito) | 18/11

Nascidos em dezembro – auxílio emergencial termina em que mês?

6ª parcela:  03/10 (depósito) | 19/10 (saque)
7ª parcela – 31/10 (depósito) | 19/11

Vai prorrogar o auxílio emergencial de novo?

Assim como aconteceu em 2020, muitos beneficiários estão torcendo para que o benefício seja novamente prorrogado. Por conta disso, muito se fala em estender os pagamentos até o final deste ano, porém, o Governo Federal acredita que isso não será necessário.

- PUBLICIDADE -

Então, por hora, não há nenhuma previsão de haver novos pagamentos do auxílio emergencial após o mês de outubro. Mas o Governo Federal está trabalhando em um novo programa social para continuar auxiliando os cidadãos a enfrentarem as dificuldades financeiras.

Esse benefício se trata do Auxílio Brasil, que começará a ser pago assim que que a sétima parcela do auxílio emergencial 2021 for concluída. Desta forma, a previsão é de que isso aconteça a partir do mês de novembro. Diferente do auxílio emergencial, o novo programa será uma política pública fixa que garantirá quantias mensais que ainda precisam ser definidas, àqueles que forem considerados elegíveis.

Quem pode receber?

Têm direito de continuar recebendo o auxílio emergencial até outubro, os beneficiários que foram aprovados no pagamento feito em 2020. Além disso, esses cidadãos devem continuar cumprindo os requisitos como a renda familiar mensal de até três salários mínimos e renda por pessoa de até meio salário mínimo. 

Para conferir todos aqueles que são elegíveis, o governo realiza mensalmente uma avaliação. Essa análise também será feita para verificar quais cidadãos poderão participar do Auxílio Brasil.

Ainda não foi definida como será feita a seleção dos beneficiários, mas um dos principais critérios do novo programa de transferência de renda do governo é a inscrição no Cadastro Único (CadÚnico). Além disso, o novo programa será voltado às famílias que possuem  renda por pessoa entre R$ 89,01 e R$ 178.

Leia também:

O que a Dataprev analisa no auxílio emergencial de 2021?

Anote as datas do novo calendário do Auxílio Emergencial 2021

dataprev auxílio emergencial