Bolsa Família começa a ser pago pela Conta Poupança Social Digital

O Bolsa Família terá pagamentos pelo aplicativo Caixa Tem a partir de dezembro. O pagamento dos benefícios acontecerá de forma gradual.

Os beneficiários do Bolsa Família podem receber o benefício pelo app Caixa Tem. A Caixa anunciou o início dos depósitos em conta digital no último dia 28 de novembro. Sendo assim, quem faz parte do programa de transferência de renda com NIS de final 0 e 9 recebem ainda este mês.

O app Caixa Tem foi criado para pagamentos do auxílio emergencial. Sendo assim, os benefícios emergenciais possuem depósito na Conta Poupança Social Digital, com abertura automática.

Na primeira etapa de pagamentos em contas digitais, a Caixa afirma que cerca de 1,5 milhão de pessoas receberão os valores no Caixa Tem. Isso representa 16,5% do total de cidadãos com direito ao Bolsa Família.

 

Como funcionará o pagamento do Bolsa Família no Caixa Tem?

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

As contas digitais, chamadas de Conta Poupança Social Digital, tem abertura automática pela Caixa Econômica Federal aos beneficiários de programas assistenciais do governo. Desse modo, os cidadão não precisam apresentar documentos ou ir até agências.

Pelo app Caixa Tem, é possível movimentar o dinheiro pelo aplicativo, mas os saques com o Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão continuam nas agências.

Para acessar o aplicativo, basta baixá-lo na loja de aplicativos do seu celular. Em seguida, informe o número de CPF e uma senha de seis dígitos que pode ser registrada no mesmo momento. Na plataforma, é possível pagar contas domésticas e boletos, bem como fazer compras online com o cartão de débito virtual.

 

Calendário

A abertura de contas digitais para pagamento do Bolsa Família será de forma gradual. Dessa forma, confira o calendário:

  •  Dezembro: beneficiários com NIS finais 0 e 9
  • Janeiro: beneficiários com NIS finais 6, 7 e 8
  • Fevereiro: beneficiários com NIS finais 3, 4 e 5
  • Por fim, em Março: beneficiários com NIS finais 1 e 2, e GPTE (Grupos Populacionais Tradicionais Específicos, que incluem indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares, assentados, acampados e pessoas em situação de rua).

 

Leia também

Bolsa Família: saiba como atualizar o cadastro

Caixa Tem terá opções de microcrédito e novos recursos; entenda

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes