Abono salarial: Saiba como consultar o PIS pela internet

O Programa de Integração Social é uma contribuição social feita pelas empresas, e pode ser consultado através do número de CPF no site Meu INSS

O Programa de Integração Social (PIS) é uma contribuição social feita pelas empresas. O dinheiro financia o pagamento do seguro-desemprego e do abono salarial, e o objetivo é transferir renda aos trabalhadores de baixa renda. O nome também pode vir acompanhado de outros dois: o PIS/Pasep ou o NIT/PIS. O Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) é um tipo de PIS para o funcionário público, enquanto o Número de Identificação do Trabalhador substitui o PIS/Pasep. Através do número de CPF e do site Meu INSS, consultar o PIS é uma tarefa fácil.

 

Quem tem direito aos saques do PIS/Pasep

Os trabalhadores são inscritos automaticamente no programa a partir do primeiro emprego com  carteira assinada, via regime de Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Assim, anualmente o governo distribui parcelas do fundo ao trabalhador como um abono salarial. O calendário de pagamentos começa em julho e termina em junho do ano seguinte. Para ter direito ao saque, é necessário cumprir os requisitos:

  • Ter vencimentos inferiores a dois salários mínimos;
  • Ter carteira assinada por, no mínimo, cinco anos;
  • Estar informado no Relatório Anual de Informações Sociais (RAIS);
  • Ter registro em carteira por pelo menos 30 dias consecutivos.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Como consultar o PIS pelo CPF

A ferramenta Meu INSS é responsável por centralizar diversos serviços. Entre eles está a consulta do PIS através do número de CPF e conferir o tempo de contribuição. Para isso:

  1. Em primeiro lugar, acesse o portal Meu INSS;
  2. Clique em Entrar (no canto superior direito);
  3. Selecione Crie sua Conta;
  4. Então, preencha os dados solicitados (CPF, nome completo, e-mail, celular);
  5. Clique em Continuar;
  6. Anote a senha que o sistema vai criar para você;
  7. Informe, portanto, seu CPF e a senha;
  8. Faça o login e altere a senha para uma de sua preferência;
  9. Acesse novamente, desta vez com a sua senha.

Você encontrará as informações de usuário no canto superior direito, com seu nome, CPF e o NIT/PIS. Além disso, a consulta também pode ser feita na Carteira de Trabalho.

 

Como consultar saldo do PIS

Trabalhadores baixa renda de empresas privadas podem consultar o saldo de seu PIS no site da Caixa Econômica Federal. Veja:

  • Acesse a aba “PIS” no site da Caixa;
  • Clique em “Consultar Pagamento”;
  • Faça o login, informando o email, número do NIS ou do CPF;
  • Digite a senha.

Feito isso pode-se consultar se têm direito ao benefício e qual o saldo disponível. Outra forma de consulta digital é através do aplicativo Caixa Trabalhador. Ao efetuar o login, se deve buscar por Abono salarial e clicar em “Exercício Vigente”. Além disso, também se pode ligar para o telefone de atendimento da Caixa: 0800 726 0207.

 

Valor do Pis/Pasep

O abono salarial é um benefício concedido ao segurado anualmente pela carteira de trabalho. Assim, tem direito aqueles registrados na CLT por, no mínimo, 30 dias e com a documentação atualizada no cadastro federal. Para saber quando irá receber, portanto, o trabalhador deve se guiar pelo calendário organizado segundo as datas de aniversário.

O valor do abono deve variar conforme a soma do período trabalhado. Assim, quanto maior o tempo trabalhado, maior o valor. Assim, tem direito aos R$ 1.045 (ou valor do salário mínimo no ano decorrente), o valor total, aqueles que exerceram suas atividades por todos os 12 meses. Veja os valores de acordo com o salário mínimo de 2020:

  • Quem trabalhou 1 mês deve receber R$ 88,00;
  • Quem trabalhou 2 meses deve receber R$ 175;
  • Aquele que trabalhou 3 meses deve receber R$ 262;
  • Quem trabalhou 4 meses deve receber R$ 349;
  • Quem trabalhou 5 meses deve receber R$ 436;
  • Aquele que trabalhou 6 meses deve receber R$ 523;
  • Quem trabalhou 7 meses deve receber R$ 610;
  • Quem trabalhou 8 meses deve receber R$ 697;
  • Aquele que trabalhou 9 meses deve receber R$ 784;
  • Quem trabalhou 10 meses deve receber R$ 871;
  • Quem trabalhou 11 meses deve receber R$ 958;
  • Aquele que trabalhou 12 meses deve receber R$ 1.045.

 

Leia também:

PIS/Pasep não foi pago? Saiba quando irá receber o abono atrasado

Saiba como pedir a certidão para saque do PIS/Pasep e FGTS

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes