Calendário do PIS/Pasep 2021 começa na próxima semana

O calendário do PIS/Pasep é dividido de acordo com o final do número de inscrição ou mês de nascimento dos beneficiários.

Os pagamentos de 2021 do abono salarial se iniciam na próxima semana, na terça-feira (19). O último depósito para os trabalhadores cadastrados ocorre a partir de 17 de março. O calendário do PIS/Pasep é dividido de acordo com o final do número de inscrição ou mês de nascimento dos beneficiários. Há ainda a possibilidade das datas serem antecipadas.

O Programa de Integração Social (PIS) é destinado a trabalhadores da iniciativa privada. Ao passo que, o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) se refere aos servidores públicos.

Calendário do PIS/Pasep 2021

Para quem faz parte do PIS, o calendário é dividido conforme o mês de nascimento. Já no caso do Pasep, a separação é pelo final do Número de Identificação Social (NIS). No ano passado os nascidos de julho a dezembro receberam seus pagamentos. Bem como aqueles com final de inscrição de 0 a 4. Então veja o calendário do PIS/Pasep 2021:

PIS

  • Trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro recebem o abono salarial a partir de 19 de janeiro;
  • Trabalhadores nascidos em março e abril recebem o abono salarial a partir de 11 de fevereiro;
  • Trabalhadores nascidos em maio e junho recebem abono salarial a partir de 17 de março.

Pasep

  • Trabalhadores com final de inscrição 5 recebem o abono salarial a partir de 19 de janeiro;
  • Trabalhadores com final de inscrição 6 e 7 recebem o abono salarial a partir de 13 de fevereiro de 2021;
  • Trabalhadores com final de inscrição 8 e 9 recebem a partir de 17 de março de 2021.

- PUBLICIDADE -

Quem tem direito a receber o abono salarial?

Leia também

Nubank libera pagamentos por aproximação em celulares…

Covid-19: hospitais particulares de São Paulo tem fila de…

Além do calendário PIS/Pasep, é importante verificar quais trabalhadores têm direito a receber o abono salarial. Veja os critérios:

  • Estar cadastrado no PIS ou no Pasep há pelo menos cinco anos;
  • Ter recebido salário mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base (2019);
  • Ter exercido trabalhado ao menos 30 dias no regime CLT no ano-base;
  • Ter dados informados pelo empregador de maneira correta na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial.

Qual o valor?

O valor do PIS/Pasep é proporcional à quantidade de meses trabalhados no ano-base. A quantia máxima é de um salário mínimo, que atualmente é de R$ 1.100. Sendo assim, quem esteve empregado com carteira assinada durante todo o ano de 2019 deve receber R$ 1.100. Já quem trabalhou por um mês, por exemplo, recebe R$ 92.

Antecipação do PIS/Pasep

Ademais, o governo pretende antecipar os pagamentos do PIS/Pasep. Assim como do 13ª salário do INSS, como ocorreu no ano passado. Segundo informações da colunista do jornal Folha de São Paulo, Mônica Bergamo, os pagamentos devem ocorrer nos meses de fevereiro e março. Nota-se que, um novo lote para o ano-base de 2020 deve começar em julho.

 

Leia também:

- PUBLICIDADE -

13º salario do INSS será antecipado para fevereiro e março de 2021

PIS/PASEP 2021 tem reajuste nas cotas com salário mínimo de R$ 1,1 mil

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes