Dólar cai com alta de Trump e aproximação de Guedes e Maia

Dólar operava em queda na tarde de hoje; Maia e Guedes pediram desculpas por atritos do passado em jantar nesa segunda-feira (5).

Após alta, o dólar cai queda nesta terça-feira (6), puxado pela notícia da alta de Donald Trump nos Estados Unidos. O presidente americano havia sido internado no hospital Walter Reed após contrair a covid-19, o que causou alvoroço nos mercados internacionais. A baixa do dólar também chega após um jantar no qual o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o ministro da economia, Paulo Guedes, ensaiaram uma reaproximação.

Por volta das  14h30,  o dólar operava em queda de 0,65%, cotado no valor de R$ 5,530. Na segunda-feira, ele havia fechado em queda de 1,78%, no valor de R$ 5,5678.

Dólar cai após jantar de Guedes e Maia

Nesta segunda-feira (5), o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, se reuníram em um jantar convocado por parlamentares em Brasília. Eles aproveitaram a ocasião para pedir desculpas um ao outro por atritos do passado.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“Na minha última eleição, a única pessoa do governo Bolsonaro que me apoiou explicitamente foi o ministro Paulo Guedes. Infelizmente nos meses seguintes à presidência, por erros, e assumo os meus,. Nós fomos nos afastando e, agora, na pandemia, mais ainda. Até na semana passada, deixo o meu pedido de desculpas, fui indelicado e grosseiro”, declarou Maia para jornalistas.

Guedes retribuiu as palavras de carinho do presidente da Câmara.  A alta do dólar tem sido uma das principais críticas levantadas contra a estratégia econômica do governo Bolsonaro.

“Do meu lado nunca houve diferenças pessoais. Estamos trabalhando pelo Brasil e às vezes temos desentendimentos normais, por pontos de vista. A Reforma Administrativa já entrou na Câmara, falata ainda um pedaço da Tributária. Só posso prometer que estamos fazendo o melhor possível. Quem dá o timing das reformas é sempre a política. A verdade é que o Brasil surpreendeu o mundo”, disse Paulo Guedes.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes