Focus segue elevando previsão para a inflação em 2021

Expectativa subiu agora para 5,15%, ante uma previsão de 5,06% no boletim da semana passada

Economistas ouvidos pelo Banco Central em sua pesquisa semanal de expectativas para  indicadores econômicos não apenas voltaram a elevar a previsão para a inflação em 2021 como pesaram a mão. O boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, 17, trouxe um prognóstico de 5,15% para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ante 5,06% da pesquisa da semana passada. A inflação para o ano subiu no boletim mesmo com a queda de 0,31% do IPCA em abril, divulgado na semana passada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística  (IBGE).

No ano, o IPCA acumula alta de 0,22% e em 12 meses, de 2,40%. Ainda assim, em 12 meses está abaixo do resultado dos 12 meses imediatamente anteriores, de 3,30%. O resultado desta segunda-feira também é significativamente superior ao apontado pelos economistas há apenas quatro semanas, quando a inflação esperada para o ano ainda estava na casa dos 4% (4,92%, especificamente). Para 2022, o boletim trouxe uma previsão também maior, de 3,64%, em relação à da última pesquisa, que apontava um IPCA de  3,61%.

Economia melhora em 2021

As expectativas para o crescimento da economia em 2021 melhoraram mais uma vez, com os economistas prevendo agora uma expansão de 3,41% para o Produto Interno Bruto (PIB), ante um crescimento previsto de 3,21%, na semana passada. A previsão também é melhor para o próximo ano, de 2,38% de crescimento, ante 2,33% de alta do último boletim.  Já a produção industrial, que teve a previsão de crescimento melhorada na pesquisa da última semana, foi mantida em 5,50% de alta para 2021 e para 2022 foi ampliada para 2,25% de alta, ante um crescimento de 2,00% na aposta anterior.

Também se repetiu a previsão para o Investimento Direto no país, aquele direcionado para a produção e crescimento de empresas, que ficou com expectativa em US$ 55,01 bilhões em 2021 e foi mantido em 2022, em US$ 63,50 bilhões.  A balança comercial teve a mesma expectativa do último boletim, de US$ 64,00 bilhões, mas foi ampliada para 2022, de US$ 55,02 bilhões para US$ 56,52 bilhões.

Focus mantém juros – inflação 2021

Assim como no boletim da semana passada, economistas mantiveram a estimativa para os juros em 5,50% ao ano para 2021. Já para 2022, a taxa foi elevada para 6,50% ao ano, ante 6,25% ao ano no boletim da última pesquisa. Na última reunião do Comitê de Política Econômica (Copom)o Banco Central elevou a taxa básica de juros em 0,75 ponto porcentual, para 3,25% ao ano. Foi a segunda alta nessa dosagem para os juros.  A considerar a ata do Copom, divulgada na semana passada, uma nova elevação, de tamanho idêntico, não está descartada para a próxima reunião, em junho.

Você pode gostar também
buy cialis online