Focus vê inflação acima dos 5% em 2021 e Selic de 5,50% a.a

Piora da expectativa para o custo de vida coloca meta do governo, de 3,75% para a inflação em 2021, cada vez mais distante

A previsão para a inflação em 2021 manteve o movimento de alta no boletim semanal Focus, do Banco Central, divulgado nesta segunda-feira, 26, e agora já ultrapassa os 5% ao ano. A nova previsão de alta ficou ainda mais distante da meta prevista pelo governo para o final do ano, de 3,75%.  Economistas ouvidos pelo BC, que na semana passada previam que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fecharia o ano em 4,92%, pioraram suas apostas e elevaram a previsão para 5,01%.

O boletim do BC manteve, no entanto, a previsão de inflação para 2022, em 3,60% ao ano. Há quatro semanas economistas falavam em um IPCA de 3,51%, no próximo ano. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é usado pelo governo para calcular a meta de inflação anual, passou a acumular uma alta de 6,1% em 12 meses até março, após subir 0,93% nesse mês. Maior alta para um mês de março desde 2015.

Economia melhorada

Ao contrário da última pesquisa, agora o boletim Focus melhorou levemente a previsão para o crescimento da economia em 2021. O Produto Interno Bruto (PIB) deverá crescer 3,09% em 2021, ante uma previsão de 3,04% na expectativa da semana passada. Porém, ainda abaixo da previsão feita há quatro semanas pelos economistas ouvidos pelo BC, de uma alta de 3,18% para o PIB. Para o próximo ano, os economistas ouvidos na pesquisa ainda veem um crescimento menor da economia quando comparado a 2021. Mantiveram a previsão de expansão de 2,34% do PIB para 2022,  repetindo a aposta das últimas cinco semanas.

Juros em escalada

Com a inflação acelerando e ameaçando cada vez mais o cumprimento da meta oficial, economistas elevaram a previsão dos juros para 5,50% ao ano, ante uma previsão de 5,25% ao ano, na semana passada. Alta de 0,50 ponto porcentual em relação a quatro semanas atrás, quando economistas viam uma Selic de 5,00% para o final de 2021. O cenário de alta dos juros também contaminou a expectativa para 2022, com o boletim prevendo uma Selic agora de 6,13% ao ano, depois de manter a previsão em 6,00% ao ano por cinco semanas consecutivas.

Balança comercial em alta

Com a gradual retomada da economia externa, em especial a dos Estados Unidos e da China, economistas elevaram a expectativa para a balança comercial brasileira em 2021, de US$ 57,65 bilhões para US$ 59,00 bilhões, nesta segunda-feira. Quatro bilhões acima da expectativa de quatro semanas atrás. O otimismo também se viu na expectativa para 2022, com a balança comercial de US$ 54,55 bilhões, ante US$ 54,0 bilhões, da semana passada e de US$ 50,50 bilhões há quatro semanas.

Você pode gostar também
buy cialis online