Governo define salário mínimo em 2021 de R$ 1.100

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou ontem (30), o valor definitivo do salário mínimo de 2021 de R$ 1.100 para 2021. A Medida Provisória foi publicada hoje no Diário Oficial da União. O valor atual do salário mínimo é de R$ 1.045, e o novo valor começa a valer a partir de 1º janeiro de 2021.

Valor do Salário Mínimo de 2021 teve aumento real

O valor foi anunciado pelo presidente está acima do previsto pelo próprio governo no projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias que foi enviado e aprovado pelo Congresso em novembro de 2020. O valor era de R$ 1.088 e o presidente surpreendeu a todos com o aumento de 12 reais a mais.

O salário mínimo de 2021 leva em conta apenas a projeção do Ministério da Economia para o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) de 2020, de 4,11%. Ou seja, o mínimo subiria apenas para repor a inflação, sem aumento real.

A proposta inicial, apresentada em 15 de abril, previa do mínimo de R$ 1.079 em 2021, mas, com a aceleração da inflação — que em novembro foi a maior para o mês em cinco anos —, o governo decidiu subir o valor para R$ 1.088. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor- INPC, que baliza sua correção, também tem registrado fortes altas nos últimos meses, na esteira da alta nos preços dos alimentos.

Referência aos brasileiros

Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – Dieese, o salário mínimo de 2021 serve de referência para 49 milhões de trabalhadores brasileiros.

- PUBLICIDADE -

Para o reajuste, o governo usou uma previsão de alta de 5,22% para o INPC. De acordo com o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys, esse valor leva em consideração o valor fechado do índice até novembro e a última estimativa do boletim Focus, divulgado pelo Banco Central na segunda-feira (28). Com isso, será mais um ano sem alta real no salário mínimo.

Comentários (0)
Comentar