Fez teste de covid-19? Veja como abater no imposto de renda

Entre o dia 1º de março até 30 de abril, brasileiros vão poder declarar o imposto de renda (IR) referente ao ano de 2020, marcado pela pandemia da Covid-19. Por isso, quem realizou testes de Covid-19 deve ficar atento: alguns casos poderão ser deduzidos na declaração.

A Receita Federal divulgou as novas regras para a declaração do imposto de renda 2021, com ano base 2020. A partir do dia 1º de março até 30 de abril, os brasileiros que se enquadrem nas normas do IR terão que declarar suas despeses e também seus pagamentos.

Com um ano atípico como foi 2020, que contou com a surpresa da pandemia da Covid-19, a conta do imposto de renda será diferente. Segundo o próprio governo federal, o auxílio emergencial terá que ser declarado caso o contribuinte tenha recebido rendimentos tributáveis em valor superior a R$ 22.847,76.

Mas segundo especialistas, os gastos com os testes que detectam o novo coronavírus também poderão entrar na conta. Confira a seguir como isso poderá ser feito, e as regras que valem para ter o valor abatido.

Imagem mostra celular com tela do aplicatvo da receita federal para declarar imposto de renda
(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Exame da Covid-19 poderá ser deduzido no imposto de renda

Segundo mostrou uma reportagem da agência O Globo, publicada pela revista Época Negócios, quem teve despesas com o novo coronavírus no ano de 2020 poderá incluí-las na declaração do imposto de renda. Isso porque as despesas médicas são dedutíveis de acordo com a lei. Consultas, internações e exames são gastos, por exemplo, que podem entrar no cálculo do IR.

Especificadamente, os testes de Covid-19 também poderão ser abatidos, no entanto, com restrições. A reportagem ouviu Bianca Xavier, professora de pós-graduação em Direito Tributário da FGV, que afirmou que o direito é garantido pela legislação. Confira abaixo algumas das despesas que podem ser deduzidas no imposto de renda:

  • Despesas com médicos e hospitais;
  • Medicamentos adquiridos no próprio estabelecimento hospitalar que integrem a conta do hospital ou clínica;
  • Exames laboratoriais, serviços radiológicos, aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias;
  • Internações domiciliares e serviços prestados por profissionais de enfermagem, desde que os gastos informados em fatura emitida por um estabelecimento hospitalar;
  • Gastos médicos ou de hospitalização, exceto custos com hospedagem e locomoção.
Leia também

Rendimentos isentos do IR: quais são e como informá-los na…

IR2021: Leão tem um olho grande sobre o que você recebeu em…

Quem pode abater teste do coronavírus no IR?

Pessoas que realizaram o teste pago por exames laboratoriais desde que quem receba seja hospital, laboratório de análise clínica ou médico, podem incluir o custo no imposto de renda. Os testes rápidos, feitos em farmácias, drive-thru ou empresas, no entanto, não são dedutíveis.

Declaração de despesas médicas no imposto de renda

Imposto de renda vai abater teste de Covid-19
(Foto: Reprodução / Unsplash)

No momento de realizar a declaração do imposto de renda ao Fisco, o contribuinte deve adotar o modelo de despesas médicas para incluir o teste de Covid-19, caso se enquadre nos casos citados acimas. Assim, o valor será deduzido no IR.  É importante que o pagamento em questão comprove a identidade de quem recebeu o serviço.

O contribuinte também precisa incluir os dados de quem se beneficiou com a despesa médica, ou seja, se foi o próprio declarante ou seus dependentes. Mas é importante se atentar aos serviços que não são aceitos como despesas médicas, segundo consta a Receita Federal. Confira alguns deles abaixo:

  • Medicamentos comprados em farmácias;
  • Vacinas;
  • Serviços de enfermagem que não integrem a conta do hospital ou clínica;
  • Exames de DNA.

Leia também:

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes