Entenda as novas regras da aposentadoria de servidores públicos

Servidores devem possuir 25 anos de contribuição, 10 de serviço público e 5 anos no último cargo para ter direito ao benefício

Planejar a aposentadoria para o servidor público é uma possibilidade de ter um benefício mais vantajoso. Assim, você visualiza quais são as opções de aposentadoria e possui segurança financeira. Contudo, com a Reforma da Previdência, as possibilidades sofreram algumas modificações. A mudança, então, acontece para os servidores públicos federais, porque estados e municípios ficaram de fora. Dessa forma, entraram novas regras para o acesso ao direito.

 

Quais as novas regras da aposentadoria de servidores públicos?

De acordo com as mudanças, a aposentadoria por tempo de contribuição deixa de existir. Assim, mantem-se somente a aposentadoria por idade. Assim:

  • Idade: mínimo de 62 anos de idade, para mulheres, e 65 anos de idade, para homens.
  • Tempo de contribuição: no mínimo 25 anos.
  • Tempo de trabalho: 10 anos no serviço público e 5 anos no último cargo.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Qual o valor da aposentadoria de servidores públicos?

Em suma, a média do valor é calculada com base em todas as contribuições. Dessa maneira, aqueles que cumprem os requisitos tem direito a 60% da média salarial, com dois pontos percentuais a mais por ano de contribuição que ultrapassar os 25 anos. Apenas aqueles que entraram no serviço até 2003 e cumprirem uma das regras de transição poderão se aposentar com integralidade (igual ao último salário) e paridade.

 

Quais as formas de aposentadoria?

Com a Reforma da Previdência, o servidor público pode contar com quatro tipos de aposentadoria:

  • Invalidez permanente;
  • Compulsória;
  • Voluntária;
  • Especial.

 

1. Aposentadoria por invalidez permanente

A aposentadoria  de servidores públicos por invalidez permanente é um benefício concedido para aqueles que apresentarem incapacidade permanente para o trabalho. Portanto, eles devem estar devidamente atestados com o laudo médico pericial. A incapacidade não precisa ser apenas física, mas psicológica ou emocional. Por outro lado, em casos de incapacidade decorrente de acidente em serviço, o benefício pode ser integral.

 

2. Aposentadoria compulsória

Esta forma de aposentadoria acontece de maneira obrigatória e automática aos servidores que:

  • completarem 70 anos até 04/12/2015
  • completarem 75 anos, a partir de 04/12/2015

 

3. Aposentadoria voluntária

A aposentadoria voluntária trata da passagem do servidor para a inatividade, por motivação própria, por alcançar as exigências constitucionais e a legislação vigente.

 

4. Aposentadoria integral

Esse benefício terá um valor integral, além disso o servidor terá direito a integralidade e a paridade. As regras podem variar de acordo com a data de ingresso do segurado.

 

Leia também:

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes