Aposentadoria especial: veja se tem direito e como calcular

O trabalhador tem o direito de se aposentar após cumprir 15, 20 ou 25 anos de contribuição, de acordo com o agente nocivo

A aposentadoria especial é paga ao segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que trabalhou exposto a agentes nocivos à saúde, como por exemplo calor ou ruído. O trabalhador tem o direito de se aposentar após cumprir 15, 20 ou 25 anos de contribuição, de acordo com o agente nocivo. Além disso, o segurado deve ter exercido suas atividades por ao menos 180 meses.

Qual é o valor da aposentadoria especial?

O valor da aposentadoria especial é equivalente à 100% do “salário de benefício”. Ao passo que, não há cálculo adicional ou aplicação de Fator Previdenciário.

Sendo assim, o cálculo do “salário de benefício” usa como base 80% do período total de contribuições, levando em consideração os meses com recolhimentos mais altos. Então, faz-se soma desses valores, e o sistema do INSS divide o resultado pela quantidade de meses equivalentes.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Como solicitar?

Em seguida, a solicitação da aposentadoria especial pode ser feita pela internet, a orientação principal é selecionar a opção de aposentadoria por tempo de contribuição no momento do agendamento. Veja o passo a passo:

  1. Acessar o site ou aplicativo Meu INSS;
  2. Efetuar login;
  3. Escolher a opção “Agendamentos/Solicitações”;
  4. Clicar em “Novo requerimento”;
  5. Na lista de serviços, procurar por “Aposentadoria, CTC e Pecúlio”;
  6. Clicar em “Aposentadoria por Tempo de Contribuição”;
  7. Verificar a necessidade de atualizar dados de cadastro e clicar em “Atualizar” e em “Avançar”;
  8. Responder as perguntas solicitadas;
  9. Em “Anexos”, inserir documentos que comprovem o direito ao benefício e apertar em “Avançar”;
  10. Digitar o CEP e escolher uma agência do INSS próxima à sua residência;
  11. Escolher a agência bancária e clicar em “Avançar”.

Nota-se que o acompanhamento do pedido pode ser feito na mesma plataforma.

Documentos

Para ter acesso à aposentadoria especial, é necessário apresentar documentos como: documento de identificação com foto e o número do CPF. Bem como documentos que comprovem períodos trabalhados, como carteira de trabalho, carnês de contribuição e comprovantes de pagamento ao INSS. Por fim, também são importantes os documentos que comprovem a exposição a agentes nocivos, como o Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP).

 

Leia também:

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes