Bolsa Família e BPC podem ter reajuste anual pela inflação, prevê PL

O Bolsa Família e o BPC são benefícios assistenciais para pessoas de baixa renda. A proposta prevê correções anuais e o 13º salário fixo.

O Bolsa Família e o BPC podem ter reajuste diferenciado e correção anual dos valores dos benefícios. Isso porque uma proposta que tramita na Câmara dos Deputados sugere que o reajuste a partir dos indíces inflacionários, ou seja, pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) ou Índice de Preços ao consumidor Ampliado (IPCA).

Além disso, o Projeto de Lei nº 2. 366 de maio de 2020 sugere o pagamento do 13º salário aos beneficiários de forma fixa, no mês de dezembro. Quem recebe o abono natalino e o Bolsa Família terão mais uma parcela no valor do salário mínimo vigente no ano.

Sendo assim, o fundo de financiamento das despesas da parcela extra do Bolsa Família e do BPC será o recolhimento do Imposto de Renda sobre rendimentos de aplicações em fundos de investimento fechados. Mas também,  fundos de investimento em participações.

Por fim, a proposta foi apresentada pela bancada do PSOL na Câmara e deve seguir para aprovação até dezembro deste ano.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda em combate à pobreza e à desigualdade no Brasil. Criado em 2003, o benefício possui três pilares: o desenvolvimento das famílias, a complementação de renda e o acesso a direitos.

Sendo assim, o benefício atende às famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza. Assim, tem direito ao Programa as famílias com renda por pessoa de até R$ 89,00 mensais ou com renda men

BPC – Benefício de Prestação Continuada

BPC é um auxílio financeiro destinado à pessoa com deficiência que não pode trabalhar e cuja família não tenha condições de sustentá-la. Também se paga ao idoso com mais de 65 anos em família de baixa renda. O benefício está previsto na Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) e seu valor é de um salário mínimo por mês.

Para receber não é necessário ter contribuído ao INSS, pois se trata de um benefício assistencial. No entanto, não há o pagamento de décimo terceiro e nem a garantia de pensão por morte.

Então, para ter direito aos R$ 1045 é preciso que a renda familiar não seja maior que ¼ do salário mínimo por pessoa.

A pessoa com deficiência pode ter qualquer idade. Ao apresentar impedimentos de longo prazo, de ao menos 2 anos, de natureza física, mental, intelectual ou sensorial. Além disso, é preciso comprovar residência fixa no Brasil.

Benefícios do INSS: Quem nunca contribuiu pode receber algum?

Teto de benefícios do INSS pode chegar a R$ 6.351,20 em 2021

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes