Contribuição do INSS para autônomos: veja como funciona e os valores

É importante se atentar as regras de contribuição do INSS para autônomos. É possível pagar no plano normal e no simplificado.

Trabalhadores informais podem receber benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) desde que optem por realizar recolhimentos mensais. Por isso, é importante se atentar as regras de contribuição do INSS para autônomos. É possível pagar no plano normal e no simplificado.

Como contribuir ao INSS como autônomo?

O autônomo que deseja contribuir ao INSS, deve primeiro fazer inscrição no Programa de Integração Social (PIS). A saber, quem trabalhou com carteira assinada anteriormente, já tem esse número. Depois disso, a orientação é se cadastrar como contribuinte individual no INSS e escolher o tipo de contribuição. Feito isso, basta providenciar o pagamento da Guia da Previdência Social (GPS).

Valores

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Então, entenda os valores e alíquotas de contribuição do INSS para autônomos. Para ter o salário de contribuição entre R$ 1.045,00 e R$ 6.101,06 é preciso contribuir com a alíquota de 20%. A qual é de R$ 209,00 para o salário mínimo e pode chegar até o teto de R$ 1.220,20. Esse é o plano normal de contribuição.

Também se pode contribuir com 11% do salário mínimo, ao pagar R$ 114,95 por mês. Nessa modalidade não há direito à aposentadoria por tempo de contribuição. Ao passo que essa alíquota é exclusiva do Plano Simplificado de Previdência, destinado ao contribuinte individual que não é prestador de serviço à empresa ou equiparada, e também ao contribuinte facultativo.

A saber, a alíquota de 5% sobre o salário mínimo só é disponível para o contribuinte facultativo de baixa renda. Não dá direito à aposentadoria por tempo de contribuição.

Como pagar pela internet?

Os pagamentos da contribuição do INSS para autônomos devem ser feitos até o dia 15 de cada mês.

Para emitir a GPS pela internet é necessário acessar o site da Receita Federal e clicar em “Emissão de GPS para Contribuintes Individuais e para Empresas e Órgãos Públicos”. Depois, se deve selecionar se é filiado antes ou depois de 29/11/1999. Feito isso, é preciso selecionar a categoria de contribuinte individual e digitar o número do NIT/PIS/PASEP. Por fim, se deve preencher a GPS.

Nota-se que quem faz a contribuição sobre o salário mínimo pode optar por pagamentos trimestrais, além dos mensais.

Veja os códigos para recolhimento:

  • 1007: autônomo no plano normal para pagamento mensal;
  • 1104: autônomo no plano normal para pagamento trimestral;
  • 1163: autônomo no plano simplificado para pagamento mensal ;
  • 1180: autônomo no plano simplificado para pagamento trimestral.

 

Leia também:

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes