Teleperícia do INSS começa a ser testada; veja como agendar

A perícia médica online visa diminuir as filas de beneficiários que aguardam o atendimento para o auxílio-doença. O serviço para outros benefícios continua presencial

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a testar o projeto de teleperícia nesta terça-feira (03). Assim, visa atender as perícias médicas online para diminuir as filas de beneficiários que aguardam o atendimento para o auxílio-doença. Portanto, um pequeno grupo de trabalhadores terá acesso ao serviço.

 

Quem pode solicitar a teleperícia do INSS?

Podem solicitar a teleperícia do INSS os trabalhadores de empresas de médio e grande porte e que possuam médicos do trabalho disponíveis para atender os empregados. Dessa forma, terão atendimento apenas as solicitações de auxílio-doença. A consulta online deve ser feita na empresa, com a presença do médico do trabalho.

 

Como agendar ou reagendar a perícia?

Na fase inicial, o atendimento deve ser agendado pelo empregador em comum acordo com o empregado. Caso o serviço se estenda, o agendamento das perícias médicas geralmente é feito na plataforma Meu INSS ou pelo telefone 135. Saiba como agendar:

  1. Acesse o aplicativo ou site do Meu INSS;
  2. Efetue o login na plataforma;
  3. Clique em “agendar perícia”;
  4. Selecione uma das opções: “perícia inicial”, “perícia de prorrogação” ou “remarcar perícia”. Então, siga os próximos passos para o agendamento e realize o acompanhamento na opção “agendamentos/solicitações”.

Entretanto, outros benefícios, como a prorrogação do auxílio e a conversão para aposentadoria, continuam sendo presenciais nas agências do INSS.

 

Como funcionará a teleperícia?

A perícia médica online será feita com segurados que estejam com o acompanhamento do médico do trabalho das empresas. Entretanto, nos casos de empresas que não têm médico do trabalho, está mantida a necessidade de realizar a perícia presencialmente no INSS.

Isso porque em uma teleperícia do INSS onde o segurado não estiver acompanhado de um médico especializado em saúde ocupacional, não seria possível realizar testes essenciais para definir o estado da pessoa que passa por uma avaliação.

Segundo o INSS, empresas médias e grandes já tem a obrigação de ter médico do trabalho, por isso é grande o número de segurados que poderiam receber o atendimento no novo sistema. O atendimento por teleperícia também deve tornar mais rápida a perícia presencial.

 

Leia também:

Perícia médica do INSS: Veja a lista de documentos necessários

INSS: projeto-piloto de teleperícia começa a ser avaliado hoje (3)

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.