Open banking: entenda o que é e para que serve

O open banking, além de somar ao processo de digitalização do sistema financeiro, tem potencial de aumentar a competição entre as empresas do setor.

Em maio deste ano, o Conselho Monetário Nacional (CMN) e o Banco Central (BC) regulamentaram o open banking no Brasil. A previsão é que a implementação ocorra em quatro fases, com início no dia 30 de novembro e conclusão em outubro de 2021. No entanto, instituições financeiras pediram pelo adiamento da primeira fase.

Esse processo ocorre no contexto do uso do Pix, sistema de pagamento instantâneos que começou a funcionar para o público geral em 16 de novembro. Ele foi implementado pelo BC, e assim como o open banking, trás benefícios aos consumidores.

Qual é o conceito de open banking?

O open banking, ou “banco aberto” na tradução literal, se trata de um processo de compartilhamentos de dados e serviços bancários. Dessa forma, clientes poderão acessar seus dados e históricos para diferentes instituições bancárias, seja em bancos ou fintechs. Nota-se ainda que esse compartilhamento deve ser autorizado pelo cidadão.

Para isso ser possível é preciso desenvolver uma plataforma compatível a todas essas instituições. O que é feito por meio do API, interface de programação de aplicativos na tradução da sigla em inglês, que diz respeito a padrões de programação que fazem com que variados sistemas possam ter interações.

Para que serve o open banking?

O open banking, além de somar ao processo de digitalização do sistema financeiro, tem potencial de aumentar a competição entre as empresas do setor. Isso porque, com o compartilhamento de informações dos clientes, as instituições podem oferecer suas respectivas condições, e o cliente pode escolher a que mais lhe agradar.

Dessa forma, o cidadão pode optar realizar determinados serviços em diferentes bancos, de acordo com as vantagens de cada um.

Além disso, segundo o BC, a implementação do open banking também pode gerar o surgimento de novas soluções de serviços. Como é o caso de e serviços de aconselhamento financeiro, de gestão financeira e de iniciação de transação de pagamento em um ambiente mais familiar e conveniente para os consumidores.

PRINCIPAIS VANTAGENS

  • Open banking é o sistema que permite acesso e controle de contas bancárias e financeiras de consumidores por meio de aplicativos de terceiros.
  • O open banking tem o potencial de remodelar o cenário competitivo e a experiência do consumidor no setor bancário.
  • O open banking aumenta o potencial para ganhos promissores e riscos graves para os consumidores, à medida que mais dados são compartilhados de forma mais ampla.

 

Leia também:

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.