PIB: entenda o que é e o que representa na economia

O PIB representa a produção nacional em um determinado período. No Brasil, o 3º trimestre de 2020 registrou crescimento e indica retomada.

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil no terceiro semestre cresceu 7,7% em comparação com o período anterior. Sendo assim, indica a retomada de crescimento da economia brasileira, mesmo com a crise econômica agravada pela pandemia de covid-19. A taxa de desenvolvimento foi divulgada pelo Instituto Brasileiros de Geografia e Estatística (IBGE) na última quinta-feira (03).

Contudo, você sabe o que é PIB? O que significa esse crescimento? Para saber isso e mais informações, confira a seguir.

 

O que é PIB?

O PIB é o principal termômetro da economia, segundo o IBGE. Sendo assim, ele é a medida do valor bens e serviços produzidos pelo país em determinado período, como resultado do desempenhos dos setores da agropecuária, indústria e serviços.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Ainda de acordo com o IBGE, o PIB não é o total de riqueza existente em um país. Mas, é um indicador de fluxo de novos bens e serviços finais produzidos. Sendo assim, “se um país não produzir nada em um ano, o seu PIB será nulo”, afirma o instituto federal.

Por outro lado, para chegar ao resultado final do Produto Interno Bruto, existem três vertentes: oferta, demanda e renda.

Vale lembrar que o PIB não indica a qualidade de vida, saúde e educação e distribuição de renda de uma país. Tais fatores fazem parte do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Ou seja, um país pode ter PIB pequeno, mas ter elevada qualidade de vida dos habitantes e vice-versa.

Como é o cálculo?

O cálculo do PIB depende de vários fatores da economia. Dessa forma, reúne índices econômicos em outras pesquisas do IBGE, mas também de outras instituições como a Secretaria da Receita Federal, o Banco Central e a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Sendo assim, dentre as principais variáveis que compõem o PIB no Brasil estão: o Balanço de Pagamentos do Banco Central, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) da FGV e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do IBGE. Mas também, a pesquisas mensais do comércio (PMC), de serviços (PMS), da indústria (PIA)  e a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF).

Em suma, o resultado do PIB tem como base a produção e a demanda de produtos, sendo assim o desempenhos dos setores da agropecuária, comércio e indústria.

Por fim, é a partir do PIB que mede-se a ‘performance’ da economia. Ou seja, fazer comparações internacionais sobre o tamanho das economias do mundo, traçar a evolução da produtividade ao longo do tempo e comparar o desempenho da economia ano a ano.

Além disso, o PIB permite analisar a divisão da produção nacional pelo número de habitantes, isto é, quanto cada indivíduo contribui para a economia se todos recebessem partes iguais de renda, o chamado PIB per capita.

 

O que significa o crescimento do PIB?

O crescimento do PIB no Brasil indica o desenvolvimento da economia. Dessa forma, quando ele cresce significa que houve um aumento no consumo da população. Além disso, resultado positivo no rendimento das empresas que pode ocasionar geração de empregos.

Também, indica uma competitividade no comércio exterior, já que o PIB em crescimento atrai investidores estrangeiros para o país. Por outro lado, a moeda fica mais forte no cenário internacional, o valor do dólar cai em relação ao real, no caso do Brasil, e aumenta-se a oferta de produtos e serviços. Por fim, pode auxiliar no controle da inflação.

 

Leia também

PIB cresce 7,7% no 3º tri, mas ainda há queda no acumulado do ano 

Economia tem recuperação e PIB fica em 5%, segundo Ipea

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes