Pronampe: programa terá terceira fase e deve continuar em 2021

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A terceira fase do Pronampe deve acontecer ainda esse ano. Sendo assim, o Pronampe pode se tornar um  programa permanente de acesso ao crédito para micro e pequenas empresas. O anúncio da nova fase aconteceu nessa quarta-feira (21), pelo secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa.

As duas primeiras etapas do Pronampe tiveram mais de 460 mil operações de crédito . Sendo assim, R$ 32 bilhões em empréstimos para 430 mil micro e pequenas empresas em todo o país.

Contudo, a terceira fase do Pronampe passará por algumas mudanças, segundo o secretário. Entre elas, a taxa de alavancagem será de quatro vezes e a perda a ser coberta pelo governo será de 25%, em lugar dos 85% da carteira praticados atualmente. Também, a taxa de juros também deve ser mais elevada,  mas não deve ser superior a um dígito. Isso porque a condição de crédito do Pronampe a taxa é a Selic mais 1,25% ao ano.

No início de outubro, o assessor especial do Ministério da Economia, Guilherme Afif Domingos, havia antecipado a intenção de negociação o Congresso sobre a extensão Pronampe. Os R$ 12 bilhões iniciais seriam para a linha de crédito de pagamento da folha de salários. Mas a proposta de Afif era o redirecionamento do recurso para o fundo garantidor do programa, ainda este ano.

Além disso, o Congresso se reuniu com representantes de micro e pequenas empresas, por meio virtual, para discutir novas linhas de crédito. Dentre os participantes, o presidente da Confederação Nacional das Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais (Conampe), Ercílio Santinoni discutiu sobre acesso ao crédito Pronampe.

Por fim,  a implementação da terceira fase do Pronampe é uma medida para continuar operando a partir do ano que vem.

 

Leia também 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Informar Erro
Siga-nos no 
extensão do pronampepronampe
Comentários (0)
Comentar

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -