Salário Mínimo: veja a evolução dos últimos reajustes

Em 2021, o salário mínimo passará de R$ 1.045 para R$ 1.088. Essa é a proposta do governo federal para 49 milhões de trabalhadores do Brasil. Será o segundo ano consecutivo em que não haverá ganho real.

Pelo segundo ano consecutivo o salário mínimo não terá um ganho real. Proposta apresentada pelo governo federal, prevê um valor de R$ 1.088 em 2021, ou seja, R$ 43 acima do atual R$ 1.045.

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o salário mínimo no Brasil serve de referência para 49 milhões de trabalhadores do país.

Evolução do Salário Mínimo

  • 2004 – R$ 260
  • 2005 – R$ 300  – teve um aumento de 8,23%
  • 2006 – R$ 350 – o salário mínimo teve um aumento de 13,04%
  • 2007 – R$ 380 – aumento de 5,10%
  • 2008 – R$ 415 – aumento de 4,03%
  • 2009 – R$ 465 – aumento de 5,79%
  • 2010 – R$ 510  – salário mínimo teve um aumento de 6,02%
  • 2011 –  R$545 – aumento de 0,37%
  • 2012 – R$ 622 – aumento de 7,59%
  • 2013 – R$ 678 – aumento de 2,64%
  • 2014 – R$ 724 – aumento de 1,16%
  • 2015 – R$ 788 – aumento de 2,46%
  • 2016 – R$ 880 –  aumento de 0,36%
  • 2017 – R$ 937 – aumento de -0,10%
  • 2018 – R$ 954 – aumento de – 0,25%
  • 2019 – R$ 998 – aumento de 1,14%
  • 2020 – R$ 1.045 – não teve aumento 0,00%
  • 2021 – R$ 1.088 – não teve aumento real 0,00%

Inflação

Segundo o governo, o salário mínimo em 2021 será corrigido apenas pela inflação. Em agosto de 2020, a equipe econômica propôs um aumento de apenas R$ 22 em cima do mínimo. Se fosse aprovado, o valor ficaria em R$ 1.067.

Porém, nova previsão tem como base a expectativa de uma inflação maior. Em novembro, a Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia elevou de 2,35% para 4,10% a estimativa de inflação de 2020 medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Nos últimos nove anos, a fórmula adotada pelo Brasil para determinar o aumento do salário mínimo, previa a correção com base na inflação do ano anterior e, também, na variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

Produto Interno Bruto – PIB

Mas nem sempre o salário mínimo subiu acima da inflação.

Em 2017 e 2018, por exemplo, foi concedido o reajuste somente com base na inflação porque o PIB de dois anos antes (2015 e 2016) teve retração. Por isso, para cumprir a fórmula proposta, somente a inflação serviu de base para o aumento.

O valor para o salário mínimo de 2021 ainda pode mudar no decorrer deste ano, com base nas projeções de inflação para o ano de 2020 (utilizadas como parâmetro para correção).

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.